Cientistas do Instituto Nacional de Tecnologia e Padrões dos Estados Unidos (NIST) conseguiram um feito inédito na área do teleporte quântico. Como se a tecnologia em si já não fosse impressionante, eles conseguiram teletransportar a informação de um fóton por 101 quilômetros usando um cabo óptico.

Embora essa distância pareça pequena, é preciso lembrar que as chances de a tentativa dar errada eram bastante altas — 99% dos fótons nunca conseguiriam fazer a viagem completa. O feito só foi possível gravar a novos detectores que foram capazes de localizar o sinal bastante sutil emitido pela partícula de luz solitária.

Obviamente, seria preciso transmitir uma quantidade muito maior de informações para que o processo de teleporte tenha uso prático, mas o recorde abre novas possibilidades para o campo da computação quântica. O maior desafio no momento é expandir a utilidade da tecnologia até o ponto em que ela consiga rivalizar com a internet, que costuma usar conexões que se estendem por milhares de quilômetros.

Cupons de desconto TecMundo: