Você já ouviu falar sobre o High Flux Isotope Reactor (HFIR)? Trata-se de um reator nuclear de pesquisas — que não é usado para a geração de energia — instalado no Oak Ridge National Laboratory (Tennessee, Estados Unidos). Algumas semanas atrás, o laboratório reabasteceu o reator e conseguiu capturar algumas fotos incríveis do processo — vale dizer que elas mostram que a ficção científica está muito mais próxima da realidade do que se imagina.

Por causa de um fenômeno chamado “Efeito Cherenkov”, é possível capturar uma luz muito forte na cor azul. É por causa desse efeito que as imagens ficam tão legais e parecem ter sido roubadas de algum filme de ficção científica. No entanto, para a sorte da humanidade, nesse caso não existe nenhuma radiação poderosa o bastante para causar destruição se cair nas famosas “mãos erradas”.

O reator de Oak Ridge é usado apenas para a produção de isótopos para pesquisas em diversos campos — aplicações médicas ou industriais, por exemplo. De acordo com os cientistas envolvidos no projeto, ele é o reator de fluxo mais avançado dos Estados Unidos. Eles ainda explicam um pouco melhor os motivos pelos quais vemos as luzes azuis:

“Quando é submerso, o combustível gasto emite uma luz azul por causa do efeito Cherenkov, que acontece porque os elétrons do sistema se movem pela água com velocidades maiores que a luz (na água)”. As fotos que você confere na notícia são do Oak Ridge National Laboratory e mostram um pouco mais sobre o funcionamento desse sistema tão interessante.

Cupons de desconto TecMundo: