Quando estamos relaxando, sentados ou deitados, retomando nossas energias, pode parecer que estamos em completo repouso. Sentimos nosso coração batendo, os pulmões inflando, piscamos e sabemos que nossos órgãos internos não param de trabalhar, mas, ainda assim, tudo parece calmo e pacífico.

Entretanto, se analisarmos de um ponto de vista microscópico, será que estamos assim tão imóveis? O que será que acontece em um nível que nossos olhos não enxergam? Veja nos vídeos a seguir:

A dança incessante do sangue

Glóbulo branco cercado por bactérias meliantes

Um mergulho profundo na nossa epiderme

Imagem em alta definição de um piolho pego no flagra

Nossos primeiros passos: a corrida dos espermatozoides

O agente Célula T contra o nefasto Câncer

Hora do lanchinho de um carrapato comilão

Um fio de cabelo! (no meu paletó?)

Parasita invasor é enquadrado pela polícia dos glóbulos brancos

Vendo tudo isso desse ponto de vista, realmente não dá mais para acharmos que nosso corpo fica, em algum momento, em completo repouso.