Pesquisadores do estado do Arizona, Estados Unidos, trabalham em uma nova espécie de material sintético que se autodiagnostica e se autocura. Isso mesmo, um “tecido sintético” que, tal qual um Exterminador do Futuro, se autorregenera após sofrer algum tipo de dano.

O material funciona como uma estrutura biológica e é capaz de identificar problemas e se reestruturar usando distribuição de calor. Ele é composto por polímeros preenchidos com uma rede de fibra ótica que serve tanto como sensor de dano quanto como sistema de distribuição de calor.

Os polímeros “shape-memory”, que se “lembram” de sua forma inicial, podem retornar sozinhos a ela, como se cicatrizassem ferimentos. Quando é danificado, o novo material transmite luz por meio de sua rede de fibra ótica, levando energia térmica até o ponto problemático. Isto ativa o sistema “shape-memory”, que é programado a enrijecer até 11 vezes.

O efeito é a “cicatrização” de um rasgo ou buraco, recuperando até 96% da força original do material. Além disso, ele pode se autocurar enquanto trabalha, supondo que ele precise desempenhar alguma outra função. Enfim, esta espécie de material robótico lembra seres de ficção científica que se autorregeneram e se tornam praticamente indestrutíveis.

Cupons de desconto TecMundo: