A natureza e a ciência andam de mãos dadas. E a magia que se pode tirar disso é praticamente infinita, pois certas transformações só ocorrem após a experimentação. E é exatamente isso que aconteceu com o nitrogênio, que de líquido passou para sólido (que depois virou “neve”) num piscar de olhos dentro de uma câmara de vácuo.

À medida que a pressão é diminuída na câmara, o ponto de ebulição do nitrogênio líquido também é, o que, na prática, significa que o nitrogênio alcança esse ponto com mais rapidez. Ocorre que o nitrogênio líquido fervente também está evaporando, resultando em um resfriamento do líquido que, finalmente, culmina no estado sólido. E sabe a quantos graus Celsius? -210. Acredite.

O mais legal é que, uma vez que o nitrogênio líquido se torna sólido, há ainda outra etapa na sequência. O nitrogênio parece ter “inteligência própria” ao reagir e tentar se reorganizar em algo mais compilado, encolhido, que gera uma sutil reação em cadeia com uma pitada de neve. Veja só:

Cortesia do canal ChefSteps no YouTube.

Cupons de desconto TecMundo: