Jeremy Marstone e sua equipe da King Abdullah University of Science and Technology, na Arábia Saudita, desenvolveram um pó especial que permite capturar imagens de moléculas de água conforme elas respingam após atingir uma superfície. A nova técnica desenvolvida no local permite observar as formas pouco usuais assumidas pelo líquido com o auxílio de uma câmera capaz de registrar vídeos em velocidade superlenta.

As pequenas partículas cobertas pelo pó repelente preservam seu estado deformado após serem rebatidas em uma superfície, revelando formas que lembram pinos de boliche e cones de sorvete, entre outras. Segundo o time responsável pelo projeto, as gotículas ficam “congeladas” somente quando a velocidade mínima de 1,6 metros por segundo era respeitada durante a queda.

As mesmas formas bizarras foram observadas quando líquidos com características mais viscosas foram utilizados, incluindo gotas de glicerina. Mais detalhes sobre a descoberta vão ser mostrados em novembro deste ano durante a conferência da Divisão de Fluidos Dinâmicos da American Physical Society.

Fontes: New Scientist, King Abdullah University of Science and Technology

Cupons de desconto TecMundo: