Enquanto você está usando a internet para curtir páginas engraçadas no Facebook ou brincar com as montagens do 9gag, um adolescente de 15 anos nos Estados Unidos aproveitou seu tempo livre enquanto navegava entre uma página e outra para ajudar a criar uma forma de diagnosticar casos de câncer.

Usando apenas o Google, Jack Andraka desenvolveu um método 168 vezes mais rápido e infinitamente mais barato do que aquele que a maioria dos hospitais utiliza para identificar células cancerosas no organismo dos pacientes. Mais do que isso, o teste também se mostrou 400 vezes mais preciso e, segundo o próprio garoto, é capaz de aumentar as chances de cura em até 50% caso a descoberta seja feita em pouco tempo.

Andraka explica que o interesse em pesquisar uma forma de identificar a doença surgiu após ele perceber que muitos de seus familiares a desenvolviam em algum momento da vida. Desse modo, ele começou a procurar e a ler artigos na internet, juntando com tudo aquilo que via durante as aulas de biologia.

A partir disso, o rapaz entrou em contato com vários laboratórios, na tentativa de levar seus estudos adiante. Depois de muitas negativas, ele conseguiu provar à Universidade Johns Hopkins, em Baltimore, que o raciocínio estava certo e, desde então, aproveita seu tempo depois das aulas para aprimorar sua descoberta.

Fonte BBC

Cupons de desconto TecMundo: