Cientistas da Universidade de Pisa, na Itália, desenvolveram um mecanismo de animação facial que cria expressões realistas para um robô humanoide. O projeto batizado de FACE imita a enorme quantidade de expressões que os músculos faciais humanos são capazes de fazer.

Para reproduzir tantos movimentos, o “Motor Híbrido para Síntese de Expressões Faciais” (HEFES na sigla em inglês) é composto por nada menos que 32 motores, localizados em torno do crânio e da parte superior do tronco. Eles manipulam a pele feita de polímero da mesma forma que os músculos.

Para criar essas expressões, os cientistas usaram uma combinação de movimentos do motor com base no Sistema de Codificação de Ação Facial (FACS), um sistema criado há mais de 30 anos com códigos de expressões faciais relacionadas aos movimentos musculares anatômicos.

Matemática pura

O HEFES é essencialmente um programa matemático que cria um “espaço emocional” em que uma pessoa pode escolher uma expressão para exprimir emoções básicas, como raiva, nojo, felicidade, medo tristeza e surpresa. O algoritmo descobre quais motores precisam ser movidos para criar essa expressão, e também a transição entre dois ou mais.

Para comprovar a eficácia do projeto, os cientistas fizeram um teste com dois grupos: um composto com cinco crianças autistas e outro com quinze crianças não autistas. O objetivo era identificar um conjunto de expressões realizadas pelo FACE, e em seguida por um psicólogo. Ambos os grupos foram capazes de identificar a raiva, a felicidade e a tristeza, mas não conseguiram identificar o medo, o nojo e a surpresa.

Fonte: New Scientist

Cupons de desconto TecMundo: