A pesquisa com células-tronco foi um divisor de águas na história da medicina (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Recentemente, um grande passo foi dado na pesquisa com células-tronco: cientistas fizeram um transplante bem-sucedido em uma menina de 10 anos introduzindo uma veia em seu organismo, produzida a partir de células-tronco da mesma.

Trata-se do primeiro transplante deste tipo já registrado. A paciente possuía uma veia porta hepática bloqueada que pode ocasionar, entre outras complicações, hemorragias internas e até mesmo a morte.

Normalmente, o tratamento para tal condição seria feito a partir da remoção da veia bloqueada, substituindo-a com partes de veias saudáveis de outras regiões do corpo. No entanto, a equipe de médicos — liderada pelo professor Suchitra Sumitran-Holdgersson, da Universidade de Gotemburgo, na Suécia — decidiu utilizar células-tronco da medula óssea para cultivar células de substituição.

Assim, eles retiraram nove centímetros de veia da virilha de um doador e a semearam com células-tronco da garota. O processo restaurou o fluxo sanguíneo e trouxe uma vida saudável à menina, que hoje já pratica atividades físicas e ganhou um aumento de cinco quilos no ano em que fez a primeira operação.

Fonte: The Guardian

Cupons de desconto TecMundo: