Estamos acostumados a assistir a filmes que mostram cientistas malucos em um passado não muito remoto. Mesmo assim, é difícil acreditar que eles sejam reais, afinal de contas, os pesquisadores são, geralmente, pessoas muito sérias. Geralmente! Neste artigo nós separamos algumas das maiores provas de que a ciência e a loucura ainda andam juntas.

São várias ideias que surgiram ao longo do ano, criadas por cientistas e engenheiros que querem mudar o mundo. Algumas das ideias são muito interessantes, mas há também aquelas que mostram para todos que ainda existe muita maluquice nesse mundo.

1. Platooning

Imagine fazer longas viagens no seu carro, sem precisar dirigir, apenas relaxando e curtindo a paisagem. Isso será possível se o Platooning for transformado em realidade. A ideia do projeto é utilizar uma rede sem fio de controle de vários automóveis, fazendo com que sejam criados comboios de veículos em piloto automático, conduzidos por um caminhão-chefe.

2. Partículas de Deus

Faz muitos anos que os cientistas buscam encontrar a prova de que toda a matéria existente no universo teve origem em uma mesma partícula. Nos últimos meses, as pesquisas avançaram bastante, graças às possibilidades oferecidas pelo LHC (localizado no CERN). Os cientistas já “cercaram” os bósons de Higgs e, em 2012, devemos ter a confirmação de que eles existem ou de que tudo não passava de teoria.

3. Sanduíche saboroso por dois anos

Criada por um cientista em parceria com exército norte-americano, uma tecnologia promete melhorar os conceitos de Meal Ready to Eat (Refeição Pronta para Comer), que são levados pelos soldados para missões e expedições. Com a novidade, os militares poderiam levar suas comidas para a guerra e aproveitar o sabor delas por muito mais tempo, sem sofrer com o apodrecimento.

4. Lytro

Você tira fotos com frequência? Já passou por situações em que o foco utilizado para a câmera fosse diferente do necessário para uma boa imagem?  A câmera Lytro promete acabar com esse problema, pois ela captura várias imagens em diferentes focalizações ao mesmo tempo. Dessa forma, você pode escolher qual a real focalização da fotografia depois de tirá-la.

5. Luz quântica criada do nada

A física quântica possui alguns conceitos muito interessantes sobre o universo. Um deles é referente à existência de “partículas virtuais” no vácuo, que seriam referentes às partículas reais, mas não identificáveis. Estimulando os fótons virtuais, eles estariam prestes a conseguir criar luz a partir do vácuo.

6. Lentes de contato para realidade aumentada

Que tal jogar um game de realidade aumentada sem precisar de nenhum dispositivo eletrônico? Isso será possível, caso as pesquisas que pretendem aplicar a tecnologia em lentes de contato consigam avançar. Por enquanto, coelhinhos estão sendo utilizados para testes e as resoluções são bastante baixas, mas há previsões para testes mais profundos em breve.

7. Material mais leve que isopor

Tubos nanoscópicos fazem com que um material tenha apenas 0,9 mg/cm. É o composto criado pelo HRL Laboratories para ser utilizado em peças de carros e aviões (isso porque a empresa tem parceria com Boeing e General Motors). O mais curioso é que a estrutura tem apenas 0,01% de partes sólidas, todo o resto é vazio.

8. Aprenda com a Matrix

Parecido com o que acontece na trilogia Matrix, pesquisadores querem criar um sistema capaz de ensinar diversos conhecimentos às pessoas sem que elas precisem estudar.  Se os projetos conseguirem evoluir, em alguns anos será possível colocar um capacete e aprender a tocar guitarra ou saber tudo sobre física quântica em pouquíssimo tempo.

9. Manipule a realidade com tecnologias 3D

Com uma nova proposta, pesquisadores querem deixar muito mais fácil o processo de inserção de objetos virtuais em ambientes filmados. O que acontece é uma análise rápida das condições de iluminação do ambiente e profundidade de campo das câmeras para que o computador consiga calcular exatamente como inserir um objeto realista no local.

10. Invisibilidade por grafeno

Uma capa parecida com a de Harry Potter ainda está muito longe de ser criada, mas cientistas já estão conseguindo produzir um efeito parecido com uma tecnologia que utiliza o material grafeno. Os nanotubos do sistema absorvem toda a luz e a transformam em calor, fazendo com que os objetos camuflados sejam transformados em manchas mescladas aos ambientes.

Cupons de desconto TecMundo: