(Fonte da imagem: Divulgação/University of Alberta)

Se você é alguém que se preocupa com a aparência de seus dentes, saiba que por "muito pouco" eles não ficaram do lado de fora de sua boca. De acordo com um estudo publicado no Journal of Vertebrate Paleontology, é muito provável que os “primeiros” dentes dos seres vivos ficassem fora da cavidade bucal.

A pesquisa analisou a estrutura de fósseis de peixes do período Devoniano e constatou que esses animais foram alguns dos primeiros a apresentar aquilo que mais se aproximava de uma dentição como conhecemos hoje. Segundo os estudiosos, essas estruturas primitivas eram como pequenas escamas ósseas em volta dos lábios, provavelmente em uma fase de transição evolucionária.

Para a pesquisadora da University of Alberta e chefe do projeto, Stephanie Blais, a descoberta traz um avanço significativo na compreensão de como os seres vivos do passado se alimentavam. Além de comprovar que os dentes são uma melhoria genética das escamas, o resultado apresentado também serve como questionamento para a hipótese de que a dentição surgiu em estruturas internas das primeiras criaturas.

Cupons de desconto TecMundo: