Hospital em São Paulo permite visitas virtuais em UTI

1 min de leitura
Imagem de: Hospital em São Paulo permite visitas virtuais em UTI
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

Em parceria com a Microsoft, o Hospital São Luiz Unidade Jabaquara, em São Paulo, implementou visitas virtuais entre pacientes com covid-19 internados na UTI e seus familiares. As visitas são realizadas pela plataforma de comunicação Teams, a mesma em que os médicos fazem boletins com os responsáveis pelos pacientes.

A adesão do novo boletim e visitas virtuais começaram nos dias 24 e 29 de abril, mas a tecnologia ainda está em fase de testes. O diretor geral do hospital, Mauro Borghi, acredita que a mudança representou um grande avanço em relação ao modelo adotado anteriormente, baseado em ligações telefônicas.

a  Pixabay/Reprodução 

Atendimento especializado

O Hospital São Luiz dividiu os pacientes em três categorias para determinar como o contato com as famílias será realizado. No caso de pacientes sedados, a unidade realiza apenas o boletim virtual. Esta modalidade também é adotada para pacientes que conseguem manusear seus próprios celulares durante a internação, já que eles podem falar com seus familiares de forma independente.

As visitas virtuais são voltadas para a terceira categoria, composta por aqueles que saem de um quadro clínico grave e estão conscientes, mas não conseguem manusear seus celulares. Nestes casos, a unidade realizada uma visita virtual com os familiares e o médico responsável.

Nos casos de quadros graves que podem evoluir para óbito, a unidade permite a realização de uma última visita virtual para que a família se despeça. Além de fornecer celulares e salas para reuniões privativas, o hospital também oferece à família uma capacitação para o uso do Microsoft Teams quando necessário.

a  Unsplash/Reprodução 

Aumento da disposição dos pacientes

Com a adesão da tecnologia, o corpo clínico notou uma diminuição na ansiedade dos parentes e amigos que aguardam notícias dos doentes, informa o Dr. Mauro Borghi. Além disso, a equipe também percebeu que, após as visitas virtuais, os pacientes parecem mais dispostos a continuarem o tratamento.

Atualmente, a unidade possui 58 pacientes com covid-19 na UTI e 35% já usam o serviço. No total, são 110 pacientes com a doença. Apesar de a tecnologia estar na fase de testes, a Rede D’Or São Luiz que é responsável unidade, planeja expandir o uso do Microsoft Teams para as demais unidades do grupo.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Hospital em São Paulo permite visitas virtuais em UTI