NASA renomeia sede para homenagear engenheira negra Mary W. Jackson

1 min de leitura
Imagem de: NASA renomeia sede para homenagear engenheira negra Mary W. Jackson
Imagem: NASA/Reprodução
Avatar do autor

Em pronunciamento, o administrador da NASA, Jim Bridenstine, revelou que a sede da agência espacial em Washington (EUA) receberá um novo nome, para prestar homenagem à primeira engenheira negra participante do programa: Mary W. Jackson. "Será um grande lembrete de que Mary foi uma das mais incríveis e talentosas profissionais da história da NASA e que contribuiu para o sucesso da agência”, afirmou.

Mary se tornou mais conhecida quando foi retratada no filme Estrelas Além do Tempo, a adaptação do livro Hidden Figures: The American Dream and the Untold Story of the Black Women Mathematicians Who Helped Win the Space Race, que revela o papel crucial exercido por um grupo de cientistas mulheres afro-americanas na corrida espacial durante a Guerra Fria.

a  (Fonte: Futurism/Reprodução)

Ainda no pronunciamento, Bridenstine explicou que "não mais às escondidas, continuaremos reconhecendo a contribuição das mulheres afro-americanas e das pessoas de todos os grupos que ajudaram na construção da história da NASA".

Mary W. Jackson foi uma importante engenheira, contratada pela agência espacial em 1951, na época a única mulher negra a trabalhar como engenheira aeronáutica. Ela participou do programa Apollo, que, com a Apollo 11, proporcionou a chegada do homem à Lua em 1969.

Em resposta à homenagem, a filha de Mary, Carolyn Lewis, disse: "Estamos honrados que a NASA continua celebrando o legado de nossa mãe e avó, Mary W. Jackson. Ela foi uma cientista, humanitária, esposa, mãe e pioneira que pavimentou o caminho para o sucesso de milhares de outros cientistas, não só na NASA mas também em toda a nação".

Comentários

Conteúdo disponível somente online
NASA renomeia sede para homenagear engenheira negra Mary W. Jackson