Pesquisadores da Universidade de Santa Cruz, na California, empregaram um supercomputador da NASA para construir a simulação de universo mais precisa já criada. Com um custo de seis milhões de horas consumindo o CPU do supercomputador de “Pleiades”, o Bolshoi Universe Simulation é o replicador da evolução da estrutura cosmológica universal com o maior nível de detalhes da atualidade.

O projeto levou quatro anos para ser concluído e seu objetivo é fornecer aos astrônomos de todo o mundo um novo “mapa” para guiar as observações espaciais, fornecendo descrições das galáxias mais distantes que os telescópios podem detectar. A palavra “Bolshoi” vem do russo, e significa “Grande”.

O simulador também pode ajudar a esclarecer os mistérios sobre a “energia escura”, uma energia misteriosa que acredita-se ser a principal responsável pela atual expansão do universo. Um dos principais artefatos utilizados na criação do simulador é o mapa gerado pela sonda “Wmap”, enviada ao espaço em uma missão da NASA há mais de 10 anos atrás.

Cupons de desconto TecMundo: