O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni apresentou nesta quarta-feira (23) as 35 metas prioritárias para os 100 primeiros dias do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Marcos Pontes, que comanda a pasta de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MTCIC), já havia falado sobre a ampliação da divulgação de iniciativas e agora outros pontos se juntam ao que ele adiantou durante a posse.

Um dos mais importantes é a implantação de um Centro de Testes de Tecnologia, que poderá mapear tecnologias em sistemas de dessalinização nas condições de operação do semiárido. Isso significa que em breve poderemos ter inovações para melhorar o abastecimento de água potável no Nordeste — onde já há vários dessalinizadores no sertão.

O documento também aponta um programa de modernização do Estado em estruturas e processos ministeriais, digitalização de serviços relacionados aos concursos públicos e ações administrativas e facilitar o comércio internacional com a redução dos custos de bens de informática.

dessalinizaçãoDessalinização já acontece em vários pontos do Nordeste brasileiro. Fonte: Grupo Qualital

Outras propostas preveem o Ciência na Escola, que busca promover a interação entre universidades e a rede de escolas públicas para o ensino de ciências; e o atendimento eletrônico de devedores dos órgãos federais, que pretende ampliar a arrecadação da Advocacia Geral da União (AGU) ao implementar instrumentos facilitadores de quitação de débitos com a União.

“Não são todas (as metas), nem necessariamente as mais importantes. São metas que o governo vai se empenhar para ter a condição de apresentar após 100 dias de governo. Estamos apresentando metas finalísticas escolhidas pelos ministérios, marcando o compromisso dos ministérios com essa meta”, comentou Lorenzoni.