Conheça os 10 destaques científicos de 2018, segundo a Nature

4 min de leitura
Imagem de: Conheça os 10 destaques científicos de 2018, segundo a Nature
Avatar do autor

Quando utilizamos nossos telefones celulares, não nos damos conta da quantidade de pesquisa e inovação que foi necessária para que um produto como esse se tornasse viável comercialmente. As pesquisas nem sempre têm objetivos comerciais, mas em muitos casos os avanços obtidos em trabalhos não tão relevantes são essenciais para que uma solução revolucionária seja alcançada.

As novidades científicas são publicadas em revistas científicas, e uma das mais famosas e antigas do mundo é a britânica Nature. Anualmente, ela monta uma lista de 10 cientistas de diversas áreas de conhecimento pelo mundo que se destacaram por suas realizações ou descobertas. Veja abaixo os selecionados de 2018 e um pequeno resumo do trabalho deles:

1. Yuan Cao, o gênio do grafeno

Esse chinês de apenas 22 anos está atualmente estudando no Massachusetts Institute of Technology (MIT) e foi responsável pela descoberta do que está sendo chamado de “ângulo mágico” para a supercondutividade do grafeno. Ainda não se sabe exatamente como essa propriedade funciona, mas a resolução desse desafio pode levar à soluções mais eficientes no uso da energia elétrica.

2. Viviane Slon, a historiadora da humanidade

Quando Viviane iniciou a análise do fóssil de um osso em seu laboratório, não imaginou que os resultados seriam tão impressionantes. Com previsão de ter andado pela superfície terrestre há 50 mil anos, a dona do osso possuía material genético de dois tipos de hominídeos: de neandertais e do hominídeo de Denisova.

3. He Jiankui, o polêmico geneticista

Ainda existe muito cuidado dentro da comunidade científica quando se fala sobre modificações genéticas. Da mesma forma que a tecnologia CRISPR pode trazer grandes benefícios para a humanidade, seu uso pode ser desvirtuado e as alterações comecem a criar vantagens físicas em quem pode pagar por isso. Apesar de ter sido suspenso da universidade em que atuava por sua atitude fora da ética acadêmica, He Jiankui entrou nessa lista por alterar os genes de dois bebês, tornando-os imunes a doenças graves, inclusive o HIV.

4. Jess Wade, a defensora das causas feministas

Certo dia, a física Jess Wade reparou que na Wikipedia quase não existiam perfis de mulheres com trabalhos científicos. Com um pouco mais de análise, percebeu também que 90% dos editores eram homens e apenas 18% dos perfis científicos eram de mulheres, algo que não condiz com a realidade. Por isso, ela começou a inserir no site o perfil de uma cientista por dia, chegando a 400 novas mulheres com trabalhos divulgados. Além dessa tarefa, ela também é reconhecida por trabalhar na eliminação de disparidades de gênero na comunidade científica.

5. Valérie Masson-Delmotte, a vigilante global

O aquecimento global é um dos assuntos mais abordados atualmente e o trabalho de Valérie trouxe números palpáveis para essa discussão. Ela produziu um relatório que foi apresentado a líderes de diversos países e apontou que um aumento superior a 1,5° C na temperatura global pode trazer consequências gravíssimas. Apenas com essa diferença, a previsão é de que 6% dos ecossistemas terrestres desapareçam, junto com mais de 70% dos recifes de corais pelo mundo.

6. Anthony Brown, o cartógrafo das estrelas

Anthony Brown é diretor da Agência Espacial Europeia e responsável pelo ambicioso projeto Gaia, que pretende mapear nossa Galáxia em um modelo tridimensional. Até agora já foram catalogadas mais de 1,3 bilhão de estrelas e os 400 pesquisadores que atuam nessa tarefa ainda tem muito trabalho pela frente.

7. Bee Yin Yeo, a ministra do meio ambiente

Os objetivos de Bee Yin Yeo como Ministra de Energia, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Mudança Climática da Malásia são bem ambiciosos, tanto que estão inspirando diversos líderes de outros países. Entre os principais pontos está o aumento do uso de energias renováveis, além da missão de eliminar o uso de plástico de uso único em seu país nos próximos 12 anos.

8. Barbare Rae-Venter, a detetive de DNA

Reunindo as qualificações de bioquímica, advogada e detetive, Babare Rae-Venter conseguiu encontrar o responsável por uma série de assassinatos que ocorreram nos anos 1980, nos EUA. Para isso, ela inseriu o material genético do criminoso em um banco de dados público, encontrando pessoas que eram parentes do assassino e em consequência ele mesmo. O método foi criticado, pois seria uma invasão de privacidade, mas mesmo assim o criminoso está preso e as discussões sobre o assunto ainda estão longe de terminar.

9. Robert-Jan Smits e a ciência para todos

Robert-Jan Smits é o autor do que foi chamado de “Plano S”, projeto que busca aumentar o acesso a artigos científicos. Apesar dos avanços obtidos com a iniciativa, ainda existe um longo caminho a se trilhar para que as informações sobre pesquisas consigam uma ampla divulgação.

10. Makoto Yoshikawa, o caçador de asteroides

Makoto é o responsável pela sonda japonesa Hayabusa2, que tem como objetivo a coleta de material do asteroide Ryugu, trazendo as amostras de volta para a Terra. Além do conhecimento geral sobre esse tipo de corpo celeste, as informações são importantes pois existe possibilidade de que o objeto caia sobre a Terra no futuro.

Conheça os 10 destaques científicos de 2018 via Mega Curioso

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Conheça os 10 destaques científicos de 2018, segundo a Nature