Já pensou como seria uma versão atual do clássico “Tempos Modernos”, de Charlie Chaplin? Certamente, entre as sátiras expostas estaria alguma coisa envolvendo a era da internet, quando pessoas são mais vítimas de assaltos e acidentes por simplesmente não conseguirem tirar os olhos do celular – além do vício por tudo o que se faz online, temos também uma grande tendência a procurar tretas, mesmo que seja só para ficar de expectador mesmo.

Em relação às discussões que temos em fóruns, espaços de comentários e afins, uma coisa não nos parece novidade: discutir ideais com uma pessoa nas redes sociais, além de ser algo desgastante para quem o faz e para quem resolve acompanhar a situação, não costuma ter vantagens, sabia?

Uma pesquisa publicada na revista Psychological Science revelou que o melhor jeito de discutir ideias e de contra-argumentar com alguém é fazer isso pessoalmente, não online.

A revelação em si não nos surpreende muito, mas é sempre bom entender as razões psicológicas por trás desse tipo de informação. Discutir pessoalmente é melhor porque conseguimos nos expressar plenamente quando falamos e, assim, evitar confusões e erros de interpretação.

Mais amor, menos tretas

jim carrey

É pelos problemas da discussão escrita que muitas pessoas acabam achando que outras não têm a capacidade de argumentar sobre determinado assunto, e nem sempre isso é verdade.

Na hora de falar sobre um tema polêmico, os pesquisadores descobriram que o discurso não escrito consegue chamar a atenção e ganhar o respeito dos ouvintes que pensam de forma semelhante à nossa e também dos que pensam de modo contrário, evitando o gatilho da treta.

De acordo com os pesquisadores, a argumentação escrita desumaniza o argumento, e aí discordar dela e ofender quem a fez se torna algo fácil. Quando escrevemos, quem nos lê tem mais facilidade de partir para a treta simplesmente pelo fato de que, naquele momento, não está ouvindo nossas entonações e pistas vocais – é como se não fôssemos humanos mesmo.

Já pensou como seria se, em vez de atacar alguém no espaço dos comentários, você sentasse com esse cidadão e tivesse uma conversa pessoalmente? Terminariam xingando as gerações de suas famílias ou acha que, no fundo, acabariam entendendo melhor o ponto de vista alheio? Tudo bem, não é possível chamar todo mundo para tomar um café e conversar, mas é possível se lembrar disso na próxima vez que seu dedo começar a coçar e que você se sentir tentado a começar uma briga: mais amor, menos tretas.

Ciência explica por que é uma péssima ideia brigar com alguém pela internet via Mega Curioso

Cupons de desconto TecMundo: