O responsável pela área de segurança do Twitter, Del Harvey, afirmou que Donald Trump, o atual presidente dos Estados Unidos, não tem qualquer tipo de privilégio na rede social e que está sujeito as regras como qualquer outra pessoa.

A afirmação veio depois de questionamentos levantados por jornalistas, que apontaram o comportamento abusivo que é recorrente nos tweets do governante. “Regras são regras e nós as aplicamos da mesma forma para todos”, afirmou Harvey. As perguntas surgiram em um momento em que o comportamento de Trump na rede está fazendo com que os norte-americanos e até mesmo outros políticos considerem que seria melhor se o presidente deixasse a plataforma.

Ainda assim, se por um lado os tweets polêmicos incomodam algumas pessoas, por outro ele também pode estar atraindo muitos usuários para a rede. Jack Dorsey, CEO do Twitter, disse que a presença de Trump na rede social é muito importante – o político tem 34,2 milhões de seguidores.

Alguns executivos do Twitter, inclusive, sugerem que o pico de 328 milhões de usuários pode ser vinculado a presença de políticos na plataforma e a forma como eles estão interagindo com as pessoas.

Ainda assim, muitos acreditam que algumas das postagens de Trump teriam consequências bem diferentes se fossem feitas por qualquer outro usuário – como foi o caso do gif do presidente “batendo” na CNN.

“Temos processos para lidar com qualquer pessoa que seja, tentamos ser o mais consistente possível e sempre temos todos os tipos de contextos e outras coisas que devem ser consideradas, o que torna impossível comentar hipóteses”, conclui Harvey.

Cupons de desconto TecMundo: