Imagine você utilizar uma máquina capaz de reunir água a partir do vapor no ar, sem energia elétrica, apenas com a luz solar. Isso já é uma realidade para Hyunho Kim, engenheiro mecânico que vem desenvolvendo o gadget no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

O pesquisador vem trabalhando nas chamadas estruturas metal-orgânicas, que trabalham com moléculas de carbono em formação com ligações entre íons metálicos. O resultado é um objeto tridimensional que permite a um tanque de alta pressão armazenar muito mais gás após ser preenchido pela primeira vez, com grânulos específicos.

Kim trabalhou com um óxido de zircônio emparelhado com uma partícula orgânica. A combinação conseguiu capturar e segurar corpos gasosos de H2O a temperaturas mais baixas e também deixou a substância fluir à medida que o calor subiu. A ideia é que um dispositivo baseado nesse experimento possa colher vapor de água do ar durante a noite e, em seguida, liberá-lo para coleta no calor do dia.

Os primeiros testes

Pesquisadores utilizaram um quadrado fino do material de estrutura metal-orgânica em laboratório em uma câmara de ar com apenas 20% de umidade relativa. Após certo tempo, o objeto foi atingido pela luz com força semelhante à solar. Atrás do item, uma pequena superfície foi mantida a uma temperatura constante e fria. Isso permitiu ao vapor d’água se condensar em gotas.

Projeção inicial é de que seja possível reunir quase 1 litro de água por metro quadrado de estrutura metal-orgânica em um dia

Depois dessa avaliação, os cientistas trabalharam na construção do protótipo de um dispositivo compacto, que foi levado até um telhado. O fundo da câmara continha uma placa de condensação, novamente arrefecida alguns graus abaixo da temperatura do ar, apenas para assegurar que o gás se transformasse em líquido. Um dissipador de calor passivo, como o de um radiador, seria usado posteriormente para ajudar o desenvolvimento do processo sem a necessidade de energia elétrica.

O teste foi bem-sucedido e, como a máquina era pequena, só coletou uma pequena quantidade. Ainda não dá para dizer com precisão quanto pode ser produzido em um dia, já que a fina camada do objeto pode ser preenchida em 1 hora. A projeção inicial é de que seja possível reunir quase 1 litro de água por metro quadrado de estrutura metal-orgânica em um dia.

Quem sabe em um futuro próximo já não seja tão difícil viver em áreas áridas, já que um aparelho como esse daria uma mão e tanto para matar a sede.

Cupons de desconto TecMundo: