(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

No início de 2012, a Razer mexeu com os brios da comunidade gamer ao exibir o Project Fiona, um tablet dedicado exclusivamente ao público gamer. Agora, um ano depois, a marca volta a exibir o equipamento, em sua versão final e com um novo nome. Conheça o Edge, equipamento que, segundo a fabricante, é o tablet mais poderoso do mundo.

Disponível em dois modelos, com variações de preço e configurações, o aparelho tem tela de 10,1 polegadas e roda Windows 8. Confira as diferenças entre eles:

Versão Standard:

  • Processador Intel Core i5;
  • 4 GB de memória RAM;
  • Opções de 64 GB ou 128 GB de armazenamento;
  • Placa de vídeo NVIDIA GeForce GT 640M.

Versão Pro

  • Processador Intel Core i7;
  • 8 GB de memória RAM;
  • Opções de 128 GB ou 256 GB de armazenamento.
  • Placa de vídeo NVIDIA GeForce GT 640M.

A Razer promete que o Edge é capaz de rodar praticamente qualquer título existente no mercado anual, com Dishonored sendo exibido em testes e funcionando a 59 frames por segundo em sua configuração-padrão. E, para jogar, o aparelho conta com um teclado, um apoio para deixar o tablet em pé e joysticks que lembram bastante os Navigations Controllers do PlayStation Move. A versão Pro é a única a acompanhar os controles, com todo o restante sendo vendido separadamente.

O tablet conta ainda com uma série de saídas, que permitem conexão a TVs com entrada HDMI. Nesse caso, o Edge funciona basicamente como um console. A compatibilidade com controles e acessórios fabricados pela Razer também faz parte do pacote.

O modelo básico custará US$ 999, aproximadamente R$ 2,1 mil, enquanto a versão Pro sairá entre US$ 1.299 e US$ 1.499 (de R$ 2.700 a R$ 3.100). A data de lançamento não foi anunciada, mas a expectativa da Razer é colocar o Edge no mercado ainda em 2013.

Cupons de desconto TecMundo: