Oh, Vegas!

“Vocês preferem ficar presos em Vegas ou em Atlanta?” Para esta pergunta só havia uma resposta e nós já sabíamos que não deixaríamos a cidade da diversão assim tão cedo. Gustavo e eu viemos cobrir a CES 2011 para o Baixaki. A ideia era pegar um voo para casa já na segunda, mas uma forte nevasca em Atlanta fechou o aeroporto onde faríamos escala e outro voo só estaria disponível na quinta-feira. 

Ganhamos mais três dias para ficar na deslumbrante Las Vegas, a cidade do jogo e da diversão. Ao contatarmos o escritório do Baixaki no Brasil, foi-nos dada a missão: "Divirtam-se!" Seguindo à risca o pedido do chefe, fomos arranjar o que fazer. Dois nerds perdidos entre cassinos, drinks e festas -– sendo que o que mais queríamos era uma conexão à internet decente, uma boa loja de eletrônicos e um fast food no capricho!

Diversão 24 horas

Vegas não para jamais. Seja três da tarde ou da manhã, os turistas estão nos cassinos torrando seus dólares na tentativa de ficarem milionários. Agora, se você achava que as mesas de jogo eram cercadas por belas loironas e executivos cheios da grana, pode tirar as suas fichas da mesa. Nos cassinos, o que mais vimos foi pessoas com semblantes tristes e viciados em jogo. 

Os cassinos mais lindos do mundo.

Se for pensar bem, é meio deprimente aquele monte de gente com charuto na boca, copo de cerveja na mão, e perdendo dólares no cassino para tentar faturar um Camaro. Mas tudo bem, na sexta e sábado à noite até que as gatinhas e gatinhos resolvem aparecer nos cassinos e o jogo fica mais divertido.

Você deve estar querendo saber o quanto nós perdemos nas máquinas, hein? A resposta é simples: nada. Não sabemos jogar essas coisas. Nosso negócio é Left4Dead, Call of Duty, Zuma e GTA - não vamos além de um pôquer online. E outra, preferimos gastar as verdinhas em algo que realmente vale a pena: gadgets! Macbooks, câmeras de foto e vídeo e acessórios.

O escritório do Baixaki em Las Vegas.

O mais divertido é comprar eletrônicos nos hotéis, sem precisar ir a uma loja da Best Buy. Com o sistema Express, você pode comprar iPods com a mesma facilidade com que você compra salgadinhos em uma máquina. Escolha seu gadget, passe o cartão e pronto! Genial!

Nova York, Paris, Caribe...

Aqui em Vegas os hotéis são como shoppings: entra quem quiser e passeia-se por restaurantes, lojas, mesas de jogo e bares. Como a maioria deles são interligados internamente ou por meio de pontes externas, é possível fazer um verdadeiro tour pelos principais hotéis da cidade e se deslumbrar com as maravilhosas decorações e arquiteturas dos hotéis temáticos.

Nós estamos hospedados no Luxor, a tumba do faraó. O hotel tem a forma de uma pirâmide e é inspirado no Egito antigo. Nas faces da pirâmide ficam os quartos, enquanto no centro estão o cassino e os prédios de lojas e restaurantes. Como a construção é inclinada, o elevador foi construído de forma a subir na diagonal. Ou seja, ir de elevador até o 21º andar depois de tomar uns drinks pode não ser uma boa ideia - o elevador balança muito!

A entrada da tumba.

Ao lado do Luxor fica o Excalibur, um hotel não menos luxuoso, inspirado nos cavaleiros medievais. Nos corredores há armaduras e pinturas no estilo do século XII. Logo à frente, o New York New York traz a Estátua da Liberdade, a Broadway e todos os outros hits da "grande maçã" para dentro de Las Vegas. O que mais chama a atenção no hotel é uma montanha-russa - com direito a looping e tudo mais - que fica em volta do edifício. Dentro dele, as lojas e restaurantes imitam a arquitetura nova-iorquina e os corredores ganham nome de ruas famosas. 

Caminhando pela Strip, a principal avenida de Las Vegas - e onde tudo acontece! -, é especialmente divertido observar os neons dos prédios e os turistas cantando e correndo, em clima de festa. No centro da avenida, hotéis como o encantador Paris, o Caesars Palace e o Bellagio fazem com que a viagem até Vegas tenha valido ainda mais a pena.

Hall do Caesars Palace

O MGM Grand é tão exuberante quanto os demais hotéis, mas traz um "extra": dentro dele, uma jaula envidraçada é a casa de dois leões, que encantam o público até mesmo quando estão devorando um pedaço de carne crua. É peculiar, mas divertido.

Puro luxo

Nós nos sentíamos milionários, é puro luxo caminhar por aqueles corredores suntuosos. Mesmo sem gastar um tostão nas máquinas - e olha que ao avistar máquinas com o tema do Star Wars e do Senhor dos Anéis até deu vontade de tentar a sorte - , Las Vegas é o paraíso! 

Quer alugar uma limusine e dar uma voltinha por aí? Ou então você pode alugar um carro para quebrar um galho por uns dias - dá para escolher entre Audis, Mercedes e outras marcas do tipo. Ou seja, além de se hospedar em maravilhosos hotéis - que nem são tão absurdamente caros, afinal eles querem que você torre a sua grana no jogo - comer em bons restaurantes e perder dinheiro nos cassinos, você pode desfilar nas ruas de Vegas com uma belezinha dessas. Divertido, hein?

Carrões, jogo e festa.

Quanto maior a bala, maior o barulho

Passear pela charmosa Vegas é bacana, mas cansa. Queríamos fazer algo diferente. Gun Store, essa loja de armas aqui em Vegas, além de vender armamento e munição, oferece sessões de tiro com armas de verdade. Teríamos a chance de atirar com AKs-47, MP5s, Shotguns e muito mais. Alguma dúvida de que fomos correndo para lá?

Chegando à loja, certificamo-nos de que não era preciso saber atirar - a única arma que já havíamos segurado era uma pistola dágua e olhe lá. A atendente da loja nos explicou que há um instrutor para auxiliar durante a brincadeira e que tudo o que deveríamos fazer era comprar nosso pacote de armas e curtir.

Gustavo e eu prontos para dar uns tiros!

Poderíamos escolher entre o pacote "Segunda Guerra", com armas vintage no estilo MP-40 e Thompson, o pacote "Iraque", que traz armas mais modernas como a MP5, o pacote "Lady", que particularmente eu achei bastante ofensivo, pois só trazia duas armas 9mm para as mulheres se divertirem ou, por fim, o pacote "Zombies", com um revólver Springfield XD-9, uma shotgun Benelli M4 12, uma MP5 e um rifle semiautomático.

Como uma boa matadora de zumbis (pelo menos nos video games!), escolhi o último pacote, enquanto Gustavo preferiu fazer um pacote personalizado com direito a uma shotgun Benelli M4 12, uma Desert Eagle, a pistola mais potente do CS, e uma AK-47.

Hora da diversão!

Feita a escolha das armas, fomos pegar nossos alvos de papel, escolher uma camiseta da loja (que vem de "brinde" no pacote), e pegar nosso kit atire-mas-saia-com-vida: óculos, protetores de ouvido e munição. O instrutor logo veio para nos levar até a sala de tiro e a diversão estava prestes a começar!

Senta o dedo, po%$#!

O primeiro tiro a gente nunca esquece: atirei com uma Springfield XD-9 em um alvo de palhaço-zumbi. A arma era bem pesada, a mira é difícil e sentir a bala saindo do cano dá uma sensação estranha: poder, susto, medo e adrenalina, tudo junto.

Bala no Bin Laden!

O mais divertido, sem dúvidas, foi atirar com a MP5, uma submetralhadora poderosa. Meus alvos haviam acabado e o instrutor escolheu ninguém menos que Osama Bin Laden para levar uns "pipocos" de metralhadora. Mirei e sentei o dedo do gatilho: quase três segundos de tiro. Senti-me o Rambo, confesso. 

Para comemorar os alvos metralhados e alguns headshots, entupimo-nos com hambúrguer e batata frita - porque isso sim que é comida de verdade! Depois disso, mais um passeio na Strip para descontrair.

Compras!

Camisetas animadas são ativadas por sensores de som.

Em meio às lojinhas de bugiganga para turistas, uma barraquinha nos chamou a atenção: camisetas com estampas animadas que são ativadas por som. Não que elas sejam novidade, pois são vendidas na internet já há alguns anos, mas elas estavam ali, na rua, era só escolher o modelo e comprar. Alguma dúvida de que torramos uma grana nisso também?

Em um dos vários shoppings da Strip, uma loja gigantesca do M&Ms esperava por nós. São quatro andares de chocolate, M&Ms de pelúcia, roupa de M&Ms, bugigangas e até mesmo guitarras personalizadas. Para quem gosta dos coloridos M&Ms, essa loja é um prato cheio!

Carrão na loja do M&Ms.

Agora, se o que você curte mesmo é uma Coca-Cola bem geladinha, basta atravessar o corredor e entrar em uma das maiores lojas da Coca-Cola que já vimos. Três andares de copos, camisetas, bolsas, tranqueiras e claro: refrigerante! É de enlouquecer! As duas lojas são lindas, divertidas e foi impossível sair de lá sem fazer umas comprinhas.

...

Ah, Vegas! Ela faz bem para os nerds também, sabe? Mesmo que você não curta drinks, jogos de azar e charutos, a cidade da diversão pode ser especial, com ou sem CES. Se a neve em Atlanta colaborar, vamos para casa até o fim da semana - e estamos rezando para que a polícia não nos pare no aeroporto, estranhando os vestígios de pólvora na roupa e um Bin Laden metralhado na bagagem de mão. 

Cupons de desconto TecMundo: