O ano de 2010 acabou de começar e após vários meses de especulações e notícias frias sobre o tão esperado smartphone da Google, finalmente chega o dia 5 de Janeiro, dia em que a Google anuncia oficialmente o lançamento do Nexus One, ou Google Phone, como vem sendo chamado pelo público.

Até então as notícias que haviam sido publicadas não passavam informações precisas e claras a respeito deste aparelho que promete agitar o mercado mundial, não apenas de smartphones, mas de eletrônicos em geral.  Também não haviam sido lançadas imagens oficiais e os usuários estavam limitados àquelas borradas, que vazaram pela rede nas últimas semanas.

Primeiras informações oficiais

As primeiras informações oficiais acerca do Nexus One são limitadas às especificações do aparelho que, como não é surpresa pra ninguém, será vendido com o Google Android 2.1 como sistema operacional nativo e tela sensível ao toque, de 3,7 polegadas, e com resolução de 480x800 pixels.

Interface 3D

O smartphone que é fabricado pela HTC (mesma empresa responsável pelo Hero e pelo Magic) também possui processador de 1 GHz,  512 MB de memória ROM e 512 MB de memória RAM, além de ter um cartão de memória microSD de 4 GB, que pode ser expandido para até 32 GB. A câmera digital integrada ao Nexus One é de 5 megapixels e possui flash nativo composto por LEDs.

O Google Android

O sistema operacional Android foi o primeiro para smartphones a ser open source, ou seja, a ter o código fonte liberado para quem quisesse alterá-lo.  O Android é financiado pela Google e, por essa razão, é totalmente compatível com os principais serviços da Google Mobile, como Google Maps, Google Talk, Google Search, Google Calendars e também outros menos conhecidos pelos usuários, como Scoreboard, My Tracks e Sky Maps.


A Guerra dos Smartphones

O lançamento do Nexus One marca o estopim de uma guerra tecnológica que promete trazer bons frutos aos usuários: Apple Vs. Google. As empresas já vêm se enfrentando em batalhas indiretas há algum tempo, e recentemente o Google Chrome ultrapassou o Apple Safari na lista de navegadores mais usados.
Com o lançamento do Google Phone, ambas passarão a concorrer diretamente no mercado, pois com preços mais acessíveis, a Google pretende dominar espaços pertencentes ao iPhone.

O problema que a Google pode enfrentar nesse aspecto será imposto por ela mesma. Ao que tudo indica, o aparelho será inicialmente vendido nos Estados Unidos em apenas dois pacotes.

Um deles custará 180 dólares, mas exigirá um contrato de adesão de dois anos com a T-Mobile; o outro não exigirá nada, ou seja, será o aparelho desbloqueado, mas custará 530 dólares, um valor bastante salgado e mais elevado que o do iPhone.Enfim revelado

O evento da Google teve início às 10 da manhã, no horário do Pacífico, 16 horas no horário de Brasília. Pouco após o início, os executivos da Google começaram a anunciar os crescimentos que a Open Handset Alliance (OHA), grupo que cuida do Android, obteve no ano de 2009. Após 16 minutos decorridos, surge um dos anúncios mais esperados.

“O próximo passo na evolução Android"

Enfim surge a logomarca oficial do Nexus One, que os executivos da Google chamam de “superphone”. É finalmente revelado que ele é fruto de uma parceria com a HTC, que já lançou seis celulares com o Android e lançará agora o que promete ser o ápice da parceria entre Google e HTC.

Peter Chou, CEO da HTC, revela o aparelho que possui tela AMOLED de 3,7 polegadas, além de afirmar que o Nexus One possui processador Snapdragon de 1 GHz,  sendo o mais “poderoso” da categoria. Possui sensores de luz e aproximação, para facilitar a visualização das informações. O Nexus One também tem bússola, GPS, indicador LED para novas mensagens e acelerômetro.

Os recursos de reprodução multimídia garantirão compatibilidade com diversos  tipos de arquivos. Para imagens: JPEG, BMP, GIF e PNG. Para áudio: AAC, AMR, MIDI, SMF, OGG, WAV e MP3. Para vídeos: H.263, MPEG-4 e H.264.

Visão do aparelho

A câmera é de realmente 5 megapixels, flash de LED, zoom digital de 2x e também grava vídeos em MP4 com resolução de 720x480 pixels. O sistema de áudio permite a conexão com dispositivos Bluetooth e possui um sistema de supressão de ruídos. Imagens divulgadas pela Google mostram que o aparelho possui apenas 11,5 mm de espessura, o que significa pouco mais de 1 cm, e pesa apenas 130 g.
Especificações

 

  • Sistema operacional: Android 2.1
  • Capacidade: 512 MB ROM (Flash) / 512 MB RAM / 4GB microSD (expansível até 32 GB)
  • Recursos adicionais: AGPS, Bússola digital, Acelerômetro, Posicionamento por wi-fi

Físicas

  • Altura: 119 mm
  • Largura: 59,8 mm
  • Espessura: 11,5 mm
  • Peso: 130 g (com bateria)

Tela

  • Tecnologia: AMOLED
  • Display: 3,7 polegadas
  • Resolução: 800 x 480 pixels
  • Tempo de resposta:  1 ms
  • Contraste: 100.000 x 1

Câmera

  • Resolução: 5 megapixels
  • Flash: LED
  • Zoom: Digital 2x
  • Captura de vídeo: 720 x 480 pixels, 20 fps
  • Recursos: Foco automático e sincronização AGPS.

Bateria

  • Tempo de conversação: até 10 horas
  • Tempo em Stand-by: até 290 horas
  • Tempo de uso wi-fi: até 6,5 horas
  • Tempo de uso 3G: até 5 horas
  • Tempo de uso com reprodução de áudio: até 20 horas
  • Tempo de uso com reprodução de vídeo:  até 7 horas

Não é apenas hardware...

Os palestrantes afirmaram que a parte física é apenas “metade da história”, sendo que ainda há muito o que ser dito sobre o Nexus One, que como já era sabido, contará com o Android 2.1 como sistema operacional. O aparelho também terá conexão com feeds para alimentar os widgets nativos, como os informativos de clima e de notícias.

Foi apresentado um recurso bastante interessante que permite a utilização de wallpapers interativos e animados. O próximo assunto da lista era a interface 3D, que ao contrário do que acontece com os iPhones , promete dar profundidade às aplicações, tentando aproximá-las da realidade.

A visualização de fotos tiradas aproveita o máximo desses menus em 3D, e cada foto tirada já fica armazenada em um álbum organizado por data e horário, sendo possível sincronizá-los com o Picasa.

Os comandos por voz também estão presentes no Nexus One. Além de realizar funções como ligar ou acessar menus, através dos sensores de voz é possível também editar textos, acessar o Google Maps e pedir informações de algum destino específico. O aparelho reconhecerá a localização do usuário automaticamente e dará as coordenadas para que ele chegue ao destino desejado.

Comandos por voz

Uma nova informação surgiu por volta das 10:45 (horário do Pacífico). O Nexus One será o primeiro smartphone a possuir integração com o Google Earth, que funcionará da mesma maneira que funciona nos computadores, permitindo até mesmo os zooms para visualização dos terrenos e o modo de “voo”.
Modos de distribuição

Por enquanto, o aparelho só está disponível para os Estados Unidos. E a rede 3G só estará sendo fornecida pela T-Mobile, mas há planos de inserir novas empresas e novos países na lista do Nexus One, sendo que a Verizon e a Vodafone já estão incluídas nesse “programa” da Google. Os preços são os mesmos que todos já esperavam, 180 dólares para quem optar pelo plano da T-Mobile e 530 dólares para quem optar pelo aparelho desbloqueado.
Personalização


Como a única forma de comprar o aparelho é pela internet, a Google disponibilizou uma “personalização” para cada usuário. Pelo próprio site do Google Phone será possível escolher alguns dizeres para serem encravados na parte de metal localizada atrás do Nexus One.

É possível personalizar com dizeres

E o Brasil?
Por enquanto não há informações ou expectativas de que o Nexus One será trazido por alguma operadora para o Brasil. Ao que tudo indica, os usuários que quiserem desfrutar das qualidades do novo Google Phone terão de esperar até que o país seja incluído nas listas da Google ou então terão de se contentar em pagar bastante caro por ele nas importadoras.

Mas vale lembrar que os UU$ 530 têm de ser convertidos para a moeda brasileira e ainda são colocadas taxas extras de importação. Uma boa notícia aos aficionados por tecnologia é que nos idiomas disponíveis pelo Android 2.1, o português já está integrado.