Já sabemos que há mais celulares do que habitantes no Brasil (e em todo o planeta). A proliferação desses aparelhos deve continuar com força total e, de acordo com um estudo levantado pela Cisco, o mundo terá, numa proporcionalidade assustadora, pessoas com mais celulares do que com eletricidade até 2020. Sim, o setor mobile está dominando a Terra.

Não é preciso procurar alguém em qualquer esquina, ou em qualquer bar, ou em qualquer casa, ou, na verdade, em qualquer lugar, para achar um “zumbi” mexendo no celular, completamente hipnotizado pela telinha, mergulhado numa distração que coloca todos nós (todos, ninguém escapa, muito menos este redator que vos escreve) numa bolha sem fim. E pode ser qualquer coisa: o envio de um e-mail, uma jogatina marota, a postagem de um status no Facebook, a publicação de uma foto no Instagram.

É isso que o estudo levantado pela Cisco, uma gigante no assunto, abordou. Ao longo dos próximos quatro anos, isto é, até 2020, 5,4 bilhões de pessoas ao redor do mundo terão um smartphone. Os dados apareceram num relatório anual sobre crescimento de tráfego em dispositivos mobile. Para fins de comparação, 5,3 bilhões terão eletricidade, enquanto 3,5 bilhões contarão com sistema de água em casa. Os carros, por sua vez, estarão presentes em 2,8 bilhões de residências, de acordo com a previsão.

Smartphones: adoção em massa

A adoção em massa dos smartphones, na verdade, já é uma realidade. A diferença é que esse cenário vai se exponencializar nos próximos anos. O fato de ter praticamente toda a sua vida pessoal (e profissional) num dispositivo tão pequeno é a magia desse negócio, em tarefas que incluem efetuar e receber ligações, enviar mensagens, acessar redes sociais, utilizar apps que fazem tudo por você...

Os números divulgados na pesquisa impressionam. Segundo a Cisco, haverá um tráfego médio de 366,8 exabytes nos próximos anos. Para que se tenha uma ideia, esse valor se equivale a 81 trilhões de fotos no Instagram ou 7 trilhões de vídeos no YouTube. Os celulares serão responsáveis por nada menos que 81% do tráfego mobile.

Ao todo, a Cisco estima que haverá 11,6 bilhões de dispositivos mobile em 2020, um salto de 3,7 bilhões em comparação ao ano passado, por exemplo, que registrou 7,9 bilhões. A empresa acredita que os dispositivos vestíveis e as conexões máquina a máquina continuarão a aumentar esse número. O ano de 2020 é quando a indústria espera que todos estejam hiperconectados em tecnologias 5G.

A velocidade média de conexão à internet vai triplicar a mais de 6,5 megabits por segundo, de acordo com a Cisco. Em países desenvolvidos, o número é até superior a esse, mas em mercados emergentes – em que o Brasil se inclui –, que ainda enfrentam obstáculos de infraestrutura, ainda há muito trabalho a ser feito. Locais como Oriente Médio e África são os que devem enxergar maior aumento nos próximos anos.

Por fim, cerca de 75% dos dados utilizados em tráfego mobile serão em vídeo, prevê a Cisco. Preparem-se para uma invasão (ainda maior) de youtubers...

Você acha que os smartphones vão dominar o mundo? Comente no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: