Ok, seja sincero: antes de dormir, quantos minutos você fica com o celular aceso na cara fuçando na internet e apps até fechar os olhos? Muitas pessoas ainda culpam os aparelhos por noites mal dormidas e crise de insônia. Veja só, vamos pegar leve. Talvez a culpa não esteja só em nossos queridos gadgets — mas também em nossas atitudes com eles.

Segundo a BBC News, especialistas estão conduzindo um estudo que determina: os smartphones precisam de um "modo sono". A pesquisa analisou as emissões de luz de um smartphone, tablet e e-reader (no caso, um Kindle Paperwhite).

Foi descoberto que as telas de gadget atuais possuem um tom azulado. Isso é péssimo para o nosso organismo na hora de dormir: a cor azul suprime a produção de melatonina, por isso, ficamos mais alertas. Ainda, cada vez mais brilhantes, as telas tendem a atrapalhar ainda mais o nosso sono.

No primeiro teste realizado, os voluntários receberam alguns óculos pintados de laranja para bloquear a luz azul. No segundo, eles usaram um app que alterava as cores na tela do celular durante a noite.

Como resultado, ambos tiveram sucesso — embora dormir com óculos possa ser algo desconfortável. Por isso, os pesquisadores entenderam que a alternativa mais viável é desenvolver um app para mascarar o brilho.

A ideia de pedir para as pessoas não usarem gadgets antes de fechar os olhos é um problema. Porém, os pesquisadores querem alertar os fabricantes a serem mais "responsáveis" e que consigam incluir soluções automatizadas nos próximos produtos.

"Uma solução mais fácil seria as fabricantes garantirem que o sistema está otimizado para o uso noturno. Todos os hardwares permitem um 'modo dormir' automático que alterna as emissões de luz azul e verde para amarelo e vermelho, além de reduzirem a intensidade de brilho", disse Paul Gringras, professor na Evelina London Children's Sleep Medicine e na King's College London.

Você mexe quanto tempo no celular antes de dormir? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: