Você provavelmente já derrubou o seu smartphone no chão sem querer, seja na hora de tirar do bolso, pegar da prateleira ou tirar uma foto. Pode confessar: de acordo com uma pesquisa encomendada pela Motorola em seis países, esse tipo de acidente é bastante comum e tem motivo para acontecer.

Ao todo, 48% dos brasileiros que têm smartphones já tiveram a tela trincada ou estilhaçada — e 20% passou por essa situação mais de uma vez. Do número total, 76% afirmam que continuam usando o celular numa boa, mesmo com dificuldade de enxergar o que está escrito na tela.

O material apurado revela ainda que metade dos entrevistados, em todos os países, teve a tela quebrada após o celular escorregar de suas mãos (no Brasil, esse é o motivo de 51% das pessoas). Os sentimentos relatados pelos brasileiros foram, nesta ordem, frustração (53%), medo (34%) e ansiedade (19%).

Os outros motivos envolvem o aparelho cair do colo sem que o dono soubesse que ele estava lá (32%) e quedas do bolso (24%). A pesquisa contou com a participação de 6.019 adultos com mais de 18 anos de Brasil, México, EUA, China, Reino Unido e Índia. A responsável foi a empresa KRC Research.

Mais dados

  • Pouco mais de 31% dos brasileiros levaram menos de uma semana para consertar o aparelho, mas 52% levaram até 14 dias;
  • Quatro entre dez usuários dizem que o principal obstáculo para arrumar a tela é o preço. O segundo maior obstáculo é encontrar alguém que faça o serviço.
  • 23% dos entrevistados continuaram usando o aparelho mesmo após cortes nos dedos em uma tela quebrada; 
  • Quase um em cada dez pesquisados (7%) teve a tela danificada enquanto tentava tirar selfies;
  • Para um a cada vinte entrevistados, é preferível uma espinha gigante na testa a ter a tela quebrada.

Você já quebrou acidentalmente a tela do seu smartphone? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: