Os rumores sobre a chegada de um processador com dez núcleos eram verdadeiros: o MediaTek Helio X20 foi de fato anunciado e deve ser a primeira CPU do gênero a fazer parte do sistema de aparelhos móveis. Então reserve o último trimestre deste ano, pois as mais recentes especulações sugerem o anúncio do primeiro celular deca-core logo para outubro.

Segundo informa o WebCusp (via Phone Arena), o flagship chinês Elephone P9000 deverá contar com sistema operacional Android e processador Helio X20 MT6797 com arquitetura Tri-Clustecom; uma “GPU da série ARM Mali-T800 acertada a mais de 800MHz” é ainda parte do hardware. O chip de 20mm recentemente anunciado promete não apenas otimizar o desempenho dos mobiles, mas também um consumo menor de energia.

Dez núcleos e o gerenciamento de tarefas

Grosso modo, os núcleos da peça prometem funcionar da seguinte forma: um par de núcleos ARM Cortex-A72 ficaria responsável por executar processos pesados; quatro núcleos ARM Cortex-A53 trabalhariam com tarefas que exigem cargas medianas de processamento e dois pares de núcleos Cortex-53s lidariam com “estados de baixa-energia”. A proposta do novo deca-core é valorizar a relação “energia e eficiência” e não focar necessariamente sobre resultados astronômicos de benchmark.

É bastante provável que a tela do smartphone conte com resolução 4K, uma vez que GPUs da ARM ajustadas a 850 MHz geralmente executam gráficos com resoluções acima da Full HD. A capacidade de memória RAM do Elephone P9000 poderá ser de 4GB – especula-se que o suposto suporte à RAM LPDDR3 será substituído, o que deve possibilitar a expansão e atualização do componente.

Capacidade de armazenamento de 32GB (expansível), câmera traseira com sensores produzidos pela Sony de 20,7 MP e frontal de 8MP e tela de 5,5 polegadas com resolução de pelo menos 1080 pixels são outras supostas especificações técnicas do vindouro celular. Equipado com bateria de 3100mAh, o aparelho deverá custar cerca de US$ 500. Fique ligado.

Cupons de desconto TecMundo: