Nós já vimos muitos casos de pessoas que perderam seus smartphones e conseguiram recuperar os aparelhos sem problemas — graças a uma série de recursos de localização que são disponibilizados nos principais sistemas operacionais da atualidade. Mas é preciso saber que isso nem sempre é uma boa ideia, pois nunca sabemos realmente quem está com a posse dos dispositivos.

O exemplo mais recente de que esses riscos são maiores do que muitos imaginam é Jeremy Cook. O jovem canadense de apenas 18 anos esqueceu o celular dentro de um táxi, acionando os modos de rastreamento para que pudesse encontrar o aparelho novamente. De acordo com a polícia canadense, Cook conseguiu localizar o aparelho em um estacionamento e foi com a irmã até lá para reaver o gadget.

Assim que os dois chegaram no local, perceberam que o carro em que o aparelho deveria estar começou a andar. A irmã de Cook afirma que ele tentou forçar o motorista do carro a parar, mas em instantes diversos disparos foram efetuados e o jovem caiu com ferimentos. Quando a polícia chegou ao local do crime, o jovem foi declarado morto — pois já não havia mais como salvá-lo.

A polícia encontrou o carro abandonado próximo ao local do crime, sendo que o celular de Cook estava lá dentro. As buscas por suspeitos ainda continua, mas o caso infelizmente entrará para as estatísticas. A polícia do Canadá informou ao CBC algo que todos devem sempre se lembrar: “Os apps de rastreamento são ótimos, mas se você suspeita de alguma coisa, encoraja-se a busca por ajuda policial”.

Cupons de desconto TecMundo: