O mercado de smartphones no Brasil não poderia estar mais aquecido. De acordo com um estudo da IDC Brasil, a venda de celulares no primeiro trimestre no país está bastante significativa: foram comercializados 14,1 milhões desses dispositivos, o que totaliza 33% a mais na comparação com o mesmo período do ano passado.

Ao todo, também foram vendidos 1,2 milhão de feature phones, aqueles sem grandes funções além de chamada e um acesso básico à rede — uma queda de 54%. A pesquisa é válida somente para os meses de janeiro a março de 2015. Apesar de ter superado em mais de um milhão de unidades a expectativa da IDC, a empresa acredita em uma desaceleração no resto do semestre por conta "da baixa atividade econômica e da alta do dólar".

O Android domina o setor de sistemas operacionais, estando presente em 90% dos dispositivos comercializados no período. A expectativa é que pouco menos de 58 milhões de smartphones sejam vendidos no Brasil em todo o ano de 2015, ajudando a baixar a taxa de uso de feature phones — pouco mais de 45% da população ainda tinha esse tipo de celular até o fim de 2014.

Em média, estamos gastando mais

Ainda segundo o estudo, os preços dos aparelhos intermediários ficaram de R$ 30 a R$ 60 mais caros e os tops de linha tiveram aumento de R$ 100 a R$ 200. A alta do dólar é o principal vilão nessa história. Ainda assim, smartphones intermediários (entre R$ 450 e R$ 999) foram os mais vendidos e o gasto médio ficou em R$ 790.

Outra conclusão é que as operadoras perderam espaço e oferecem cada vez menos melhorias e planos imperdíveis, especialmente porque quiosques das próprias marcas e lojas online ganharam força na comercialização direta.

Cupons de desconto TecMundo: