Você se lembra do YotaPhone 2, o curioso e poderoso smartphone russo que possui uma tela traseira de e-ink para disponibilizar informações úteis enquanto o celular está em standby? O modelo só começa a ser enviado para os Estados Unidos no mês que vem, mas a fabricante já pensa em dois outros aparelhos a serem lançados em um futuro próximo.

Ao site Technobuffalo, o diretor de gerenciamento da Yota nas Américas, Matthew G. Kelly, confirmou os planos de lançamento para um YotaPhone 3 e um YotaPhone 2C. O primeiro modelo é de existência quase óbvia: é esperado que o aparelho venha com 3 GB de RAM e um processador que pode ficar entre o Snapdragon 810, da Qualcomm, e o ainda não anunciado MediaTek MT6797. As duas telas, tanto a de e-ink quando a principal, seriam aprimoradas.

Já o YotaPhone 2C, que até já está em desenvolvimento, é uma ideia tirada da sugestão de fãs e consumidores. Segundo Kelly, vários falaram que as especificações técnicas "premium" do YotaPhone 2 foram consideradas exageradas demais para muita gente — e um modelo de menor custo e potência abraçaria todo um novo mercado.

A chegada dos dois novos modelos pode parecer apressada, mas faz sentido: na campanha do YotaPhone 2 no IndieGogo, mesmo com um preço relativamente salgado (de US$ 250 a US$ 500, dependendo da doação), a meta foi ultrapassada em 400% faltando ainda um mês para o fim do crowdfunding e o início dos envios.

E o Brasil?

Por enquanto, não há planos para que o YotaPhone 2 chegue ao Brasil e a mesma coisa deve acontecer com os dois modelos futuros.

Porém, a fabricante russa já está em negociações com a America Movil para levar o dispositivo aos países falantes de língua espanhola da América Latina. A data prevista, entretanto, não passa de um "em breve".

Cupons de desconto TecMundo: