Panos surrados, barba por fazer e cabelos longos. Escorado sobre uma bengala, Michael Grant, 28, é um jovem estadunidense que vaga pelas ruas da Filadélfia vestido como Jesus. Mas o diferencial do artista está na forma com que o cristianismo é pregado: além de carregar uma cruz em suas costas, Michael usa seu smartphone como plataforma de comunicação.

Mais de 5 mil pessoas seguem o homem que se veste de Jesus Cristo em sua conta de Instagram. “Quem dera ter mais de 5 mil seguidores”, diz um homem conforme exibe reportagem em vídeo publicada pela BBC (assista-a aqui). Mas o artista já teve problemas em função de sua popularidade: é que as pessoas pedem para tirar fotos com Michael e dão eventualmente gorjetas a ele.

E, por ter aceitado os trocados, o artista foi preso. Em seu Twitter, a versão alternativa e modernizada de Jesus postou: “As pessoas vê até mim e me pedem para tirar fotos... Eu digo que não cobro, mas as gorjetas são bem-vindas. O policial disse que eu estava pedindo”. A prisão do artista deu início à campanha “#FreePhillyJesus. Dias depois o rapaz foi solto.

Michael começou a caminhar vestido de Jesus há sete meses. A intenção do artista é pregar a palavra de Jesus por meio de sua bem-humorada campanha “high-tech”. “Não se importem com que dizem as pessoas. Façam o que vocês gostam”, aconselha o rapaz.

Cupons de desconto TecMundo: