Sesame: pessoas com problemas motores também podem controlar smartphones

1 min de leitura
Imagem de: Sesame: pessoas com problemas motores também podem controlar smartphones
Avatar do autor

Para a grande maioria, utilizar smartphones tem sido uma tarefa cada vez mais fácil. Porém, é preciso lembrar que há muitas pessoas que possuem dificuldades motoras e, para elas, a navegação por interfaces sensíveis ao toque não é uma possibilidade. Pensando nesse público, desenvolvedores israelenses estão arrecadando fundos para que consigam colocar uma solução muito interessante no mercado.

Trata-se do Sesame, um sistema para smartphones que permite o controle totalmente baseado em movimentos da cabeça do usuário— não sendo necessários gestados com as mãos ou outros membros do corpo. Por meio da câmera frontal dos smartphones, o Sesame pode reconhecer os movimentos da cabeça com muita precisão. Além dela, o microfone também é usado para a ativação d e alguns recursos.

Por enquanto, o único dispositivo que pode ser utilizado para executar o Sesame é o Nexus 5 — os desenvolvedores afirmam que ele é o único que possui hardware compatível com as necessidades do sistema, mas também deixam claro que outros serão compatíveis no futuro. Cada unidade do aparelho deve custar cerca de US$ 700, sendo que os primeiros compradores puderam pagar apenas US$ 498.

A meta dos criadores do Sesame é de arrecadar pelo menos US$ 30 mil até a segunda semana de dezembro. Os primeiros smartphones especiais serão entregues a partir do mês de abril de 2015, mas ainda não há informações sobre unidades que possam ser produzidas  para consumidores que não aderirem ao projeto no Indiegogo.

Sesame: pessoas com problemas motores também podem controlar smartphones