(Fonte da imagem: Reprodução/iTunes)

Os sistemas operacionais móveis evoluíram consideravelmente nos últimos anos, o que permitiu a introdução de diversos novos recursos e a chegada de alguns apps que antes pareciam impossíveis de serem adaptados.

Antigamente, ninguém imaginava que esses gadgets portáteis seriam tão versáteis que pudessem ser verdadeiros computadores de bolso. Com o passar dos anos, os desenvolvedores enxergaram o potencial nos celulares e tablets.

Hoje, temos softwares de escritório, de desenho e edição de imagens e até mesmo alguns dedicados à criação de músicas. Separamos algumas dessas funções inusitadas dos aparelhos portáteis para você experimentar novas maneiras de criar conteúdo, se divertir e produzir.

1. Declaração do imposto de renda

Uma das mais recentes novidades para Android e iOS é o programa da Receita Federal. Com o app Pessoa Física, o contribuinte pode consultar e imprimir o DARF, simular cálculos mensais e anuais do imposto e conferir orientações.  De acordo com a desenvolvedora, algumas pessoas podem preencher e transmitir a declaração original do IRPF usando os gadgets portáteis.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/Google Play)

Nos comentários na Google Play, muitas pessoas alegam que o aplicativo não funciona muito bem, sendo complicado até mesmo realizar simples consultas. Apesar da insatisfação de alguns, outros conseguiram usar normalmente. Seja como for, o que vale é saber que aos poucos o app está sendo melhorado e poderá servir como uma opção para o contribuinte.

2. Cuidando das finanças pessoais

Falando em dinheiro, alguns apps que podem facilitar muito a vida de quem não tem muito tempo no dia a dia são os softwares de acesso a bancos. Seja você cliente do Itaú, do Banco do Brasil, do Bradesco, da Caixa ou do HSBC, há um app exclusivo desenvolvido pelo seu banco para você realizar consultas, fazer transferências e usar outros recursos.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google Play)

Muita gente ainda fica desconfiada quanto à segurança desses programas, obviamente por se tratar de um serviço que põe suas finanças em risco. Os bancos trabalham constantemente para aperfeiçoar os sistemas e há um grande número de pessoas que confia nesses apps, principalmente porque eles poupam um bom tempo, evitando que as pessoas tenham que ir até um caixa eletrônico e arrisquem a própria segurança física.

Todavia, é sempre importante tomar os devidos cuidados, garantindo que seu celular não tenha vírus e que não haja ninguém espionando suas operações no smartphone. Além disso, vale ficar ligado nas notícias dos sites de tecnologia para verificar se não há algum problema com determinado app, como já ocorreu com o software do Banco do Brasil.

3. Criação de documentos

Não é de hoje que os celulares contam com apps para criar textos. Programas para criar notas rápidas e até para escrever grandes documentos já existem há um bom tempo. Entretanto, não é tão fácil produzir em uma tela tão pequena e com um teclado virtual, ainda mais que muitos apps são bem rudimentares e não possibilitam a criação de um documento como no PC.

(Fonte da imagem: Reprodução/iTunes)

Recentemente, os softwares ficaram mais modernos e ganharam muitas funções. Com o Quickoffice da Google, por exemplo, dá para editar planilhas, criar grandes textos, apresentações e muito mais. Os novos apps mobile da Microsoft também não ficam pra trás e garantem experiência perfeita em um tablet com um teclado.

4. Streaming de vídeos para a TV

Todo mundo sabe que os celulares e tablets atuais rodam Netflix, YouTube e outros tantos apps de vídeo, mas poucas pessoas aproveitam essa capacidade para transmitir esses conteúdos para uma tela maior.

A verdade é que diversos gadgets já oferecem essas facilidades, sendo que, às vezes, o consumidor só precisa de um aparelho adicional ou de um simples cabo para passar o conteúdo para TV.

Pode parece uma dica boba, mas é fato que tem muita gente que nunca explorou seu celular e nem sabe que o dispositivo tem essa capacidade. Com um pouco de paciência, você pode encontrar tutoriais que ensinam a realizar esse tipo de atividade e garantir uma experiência multimídia superior.

5. Composição de músicas

Quem é músico ou tem interesse na área talvez já saiba que o Android e o iOS contam com capacidades de áudio que possibilitam a criação de sons eletrônicos e até de músicas que exigem um bocado de conhecimento teórico.

Com o FL Studio para Android, por exemplo, você pode trabalhar com múltiplos sintetizadores simultaneamente, criando canções semelhantes às que você pode fazer no computador. O único problema é que esse software custa quase 50 reais e pode ser complicado para usar em uma tela muito pequena. Felizmente, há outros apps que podem quebrar um galho.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google Play)

Nessa questão de musicalidade, o iPad é o que leva vantagem com uma enorme quantidade de apps. Você pode baixar o GarageBand, o Cubasis, o FL Studio HD, o Nanostudio e outros tantos que permitem compor uma enormidade de sons dos mais variados gêneros.

6. Edição de projetos 3D

Já faz tempo que temos alguns softwares para desenhar e colorir nos portáteis, mas os apps para modelagem em 3D são relativamente novos. Compatíveis com os gadgets mais poderosos, esses programas são importantíssimos para quem precisa criar sketchs rápidos e nem sempre está carregando o computador.

(Fonte da imagem: Reprodução/Google Play)

Programas como o Spacedraw, o Sketcher 3D Pro e o 3DVIA Mobile permitem criar objetos tridimensionais, editar as faces, modificar os formatos e compartilhar objetos para bolar cenas com uma qualidade impressionante. Esses programas não só permitem ter uma ideia rápida dos objetos como também possibilitam renderizar as imagens com qualidade.

Você pode fazer muito mais

Essas são apenas algumas das tantas atividades que você pode fazer no seu celular ou tablet. Evidentemente, nem sempre os apps disponíveis e o modo de interação são ideais ou intuitivos, mas há muitas opções para serem exploradas.

No fundo, às vezes, é válido experimentar um ou outro programa novo e aproveitar todo o potencial desses aparelhos que geralmente só usamos para navegar no Facebook. Você tem outras sugestões? Já usou algum dos apps citados? Compartilhe suas experiências conosco.

Cupons de desconto TecMundo: