O celular que agora passa a se chamar Redmi. (Fonte da imagem: Divulgação/Xioami)

Na China, uma companhia que fabrica smartphones tem conquistado uma “fatia” de mercado bastante relevante no país. Nós estamos falando da Xiaomi, que é a responsável por fabricar o celular inteligente conhecido como Hongmi — dispositivo que chama a atenção de possíveis compradores por contar com especificações consideradas de alto desempenho e um valor baixo (US$ 130 ou R$ 299).

A novidade relacionada a essa situação é o fato de que a Xiaomi agora pretende oferecer o seu smartphone fora da China, sendo que o primeiro passo é oferecer o aparelho na cidade-Estado de Singapura (algo que começou a ser feito nesta terça-feira, dia 11). Em seguida, a companhia pretende fazer com que o Hongmi seja vendido em países da Europa e também da América do Norte.

Muda de nome, mas e de características?

(Fonte da imagem: Reprodução/Xiaomi)

Aparentemente com objetivo de o produto ser mais bem reconhecido nos novos mercados em que ele vai atuar, a empresa decidiu mudar o nome para algo mais ocidental, por assim dizer. Dessa maneira, o Hongmi agora passa a se chamar Redmi, sendo que “Red” (vermelho) representa a paixão e “Mi” representa o núcleo da empresa — as informações foram divulgadas através de um comunicado da companhia, assim como você pode conferir acima.

Ainda não há muitas informações disponíveis sobre a versão do aparelho que vai sair da China, mas se o Redmi for manter as suas especificações originais, ele deve contar com uma tela de 4,7 polegadas, resolução de 1280x720, 1GB de memória RAM, 4GB de capacidade de armazenamento e processador MediaTek de quatro núcleos.

Possíveis especificações do Redmi

  • Sistema: ROM MIUI V5
  • Tela: IPS de 4,7 polegadas
  • Resolução: 1280x720
  • Processador: MediaTek quad-core de 1,5 GHz
  • RAM: 1 GB
  • Capacidade interna: 4 GB
  • Slot: para microSD
  • Câmera traseira: 8 MP
  • Câmera frontal: 1,3 MP

Cupons de desconto TecMundo: