Por mais que as câmeras digitais integradas aos smartphones ofereçam cada vez mais megapixels de resolução máxima, você deve saber que há vários outros fatores que levam os aparelhos a se tornarem melhores do que os concorrentes. Isso depende também de sensibilidade dos sensores, velocidade do processamento e vários outros fatores, incluindo as lentes integradas ao sistema.

E já que estamos falando em lentes, não podemos deixar de falar sobre as câmeras da Pelican Imaging, que devem chegar aos smartphones no próximo ano. Mostrado na CES 2014, o novo sistema da empresa agrega um total de 16 lentes diferentes em uma mesma câmera — permitindo nada menos do que 16 pontos de visão e focos diferentes em uma mesma fotografia capturada pelos consumidores.

Mapas de profundidade

Mais do que isso, o sistema de câmera da Pelican Imaging pode também fazer mapas de profundidade das fotografias. Com apenas um arquivo, é possível realizar cálculos rápidos para saber a que distância estão dois ou mais objetos. Como o site PhoneArena menciona: “Imagine as possiblidades para arquitetos ou designers de interior que precisam saber se aquele sofá cabe em um lugar em especial.”.

(Fonte da imagem: Reprodução/Pelican Imaging)

Outra possibilidade oferecida pelo mapa de profundidade é a facilidade na criação de modelos tridimensionais. As 16 lentes podem fazer com que a construção de um projeto para ser impresso posteriormente seja muito mais fácil do que é atualmente. Ainda em relação ao 3D, é bem possível que o sistema da Pelican ainda consiga gravar vídeos e fotos em três dimensões, por exemplo.

Você pode imaginar que isso tudo demande uma capacidade bem alta de processamento, mas os chips mais avançados da Qualcomm já são capazes de executar as funções necessárias para a utilização total das câmeras de 16 lentes. Mesmo assim, é possível que vejamos o projeto em funcionamento comercial somente em 2015, uma vez que a Pelican ainda precisa consolidar contratos com as fabricantes de smartphones. 

Cupons de desconto TecMundo: