Os celulares estão ficando mais evoluídos a cada dia. O que antes era limitado às ligações, hoje é capaz de enviar mensagens, acessar a internet e realizar uma série de tarefas que poucos consumidores imaginavam alguns anos atrás. E é certo que eles vão continuar nos surpreendendo no futuro, pois novos recursos e funções inéditas vêm sendo aplicadas aos sistemas portáteis.

Quem aposta muito nisso é a Gartner, uma empresa especializada em consultoria sobre tecnologia. Um estudo da empresa revela que há grandes expectativas de que os smartphones podem ser “mais inteligentes que os consumidores” até 2017. É claro que não estamos falando sobre funções cognitivas humanas, mas sobre entendimento contextual que pode ser atribuído aos aparelhos.

O que esperar?

Há muito mais que pode ser permitido em um futuro próximo. Segundo Carolina Milanesi (vice-presidente da Gartner): “Se estiver com muito tráfego, ele fará com que você acorde mais cedo para se encontrar com seu chefe ou simplesmente enviar um pedido de desculpas se o encontro for com um colega. O smarthone vai carregar informação contextual a partir de calendários, sensores, localização e dados pessoais.”.

Até 2017, os smartphones vão ser mais inteligentes que as pessoas por causa da computação em nuvens. É isso que faz com que seja possível transformar os celulares em centrais de informações, que funciona como um portal para tudo o que é compartilhado, calculado e coletado durante as atividades virtuais. “A nuvem é o verdadeiro cérebro”.

(Fonte da imagem: Reprodução/Gartner)

Com base nesse tipo de informação, é bem provável que os smartphones comecem a pensar pelas pessoas em diversos aspectos diferentes. Isso inclui a análise de compras frequentes, entre várias outras atividades. Será que os seus smartphones vão ser mesmo mais inteligentes do que você em 2017 ou pensar isso é imaginar que a tecnologia vai avançar rápido demais?

Cupons de desconto TecMundo: