(Fonte da imagem: Reprodução/VentureBeat)

Embora há certo tempo pesquisas apontem que smartphones já vendem mais unidades que celulares em escala global, em alguns mercados específicos essa superioridade numérica não podia ser comprovada. Divulgada nesta quarta-feira (14), uma pesquisa da Gartner mostra que finalmente os aparelhos mais refinados ganharam a preferência do público em todos os países do mundo.

Em comparação com o segundo trimestre do ano passado, as vendas de smartphones tiveram um crescimento de 46,5% no numero de unidades produzidas, que chegou a 225 milhões. No mesmo período, a venda de celulares tradicionais caiu 21%, chegando a 210 milhões de unidades.  Em um âmbito geral, os dispositivos inteligentes já detêm 51,8% do mercado global de telefonia móvel.

A pesquisa mostra que um crescimento desse tipo de aparelho em mercados que vão além dos Estados Unidos, Europa e Ásia. Segundo a Gartner, as maiores taxas de crescimento foram registradas na Ásia/Pacífico (74,1%), América Latina (55,7%) e Europa Oriental (31,6%) — entre os motivos para isso está a diminuição no preço de muitos dispositivos e a diminuição no número de lançamentos entre os celulares convencionais.

A Gartner também confirmou que o Android continua a ganhar espaço no mercado (79%), enquanto a influência do iOS diminui na maior parte do mundo (14,2%). Já a Samsung aparece como a empresa mais influente, com 31,7 % de participação, enquanto a Apple ocupa a vice-liderança detendo a preferência de 14,2% dos consumidores.

Cupons de desconto TecMundo: