Galaxy S4 é um dos smartphones com "pacotão" de apps. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Um dos pontos negativos da análise feita pelo Tecmundo do Samsung Galaxy S4 é que o espaço de armazenamento do aparelho é comprometido pelo pacote de aplicativos pré-instalados no dispositivo, que não pode ser removido normalmente.

Mas a opinião sobre essa prática, que é resultado de parcerias das fabricantes com outras desenvolvedoras, é bastante divergente no Brasil. Em recente pesquisa encomendada pela Qualcomm, a empresa descobriu que o público nacional é a favor de receber tais aplicativos – e estão dispostos a pagar um pouco mais por eles.

Público novo

De acordo com o estudo, que teve 600 entrevistados, é aceitável pagar até R$ 93 (preço embutido no valor final do aparelho) por um smartphone com aplicativos pré-instalados. A resposta seria consequência da popularização recente demais desses gadgets – e o consumidor, por falta de experiência de uso, acha válido receber ferramentas logo ao comprar o produto.

Até metade do espaço pode ser ocupado por apps pré-instalados. (Fonte da imagem: Reprodução/Tecmundo)

A mesma pesquisa traz como resultados que 70% dos entrevistados são donos de seu primeiro smartphone há seis meses ou menos – e fazer ou receber chamadas ainda ocupa o topo da lista de atividades mais frequentes (92% dos entrevistados), seguido por acessar redes sociais (80%) e ouvir música (77%).

Os aplicativos mais acessados são Facebook, Google, Gmail, Hotmail e YouTube – e novidades são procuradas semanalmente por pouco mais da metade do público.

Cupons de desconto TecMundo: