(Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Embora rumores relacionados a um possível “Surface Phone” existam desde a época em que o tablet da Microsoft foi lançado, a empresa não parece disposta a investir na ideia tão cedo. Segundo Terry Myerson, vice-presidente corporativo da divisão Windows Phone da companhia, isso só seria algo necessário caso as parceiras da organização não estivessem entregando produtos de qualidade ao público.

“Teria que ser um cenário no qual a Nokia ou a HTC não estivesse fornecendo aos consumidores as experiências que acreditamos serem possíveis com a nossa plataforma”, afirmou o executivo durante a conferência Dive Into Mobile. Em outras palavras, o dispositivo até pode se tornar realidade algum dia, mas aparentemente está descartado para um futuro próximo.

Ao que tudo indica, o Surface Phone é uma espécie de “Plano B” da Microsoft para o caso de o sistema operacional móvel da empresa deixar de contar com o apoio de suas parceiras. Embora diversos protótipos de um produto do tipo já estejam sendo testados pela companhia, isso não significa necessariamente que um dispositivo finalizado deve ser lançado em breve.

Em relação ao mercado de smartwatchs, Myerson afirma que essa se trata de uma possibilidade interessante. “Não há dúvidas de que dispositivos computacionais que podem ser vestidos possuem um potencial incrível”, disse ele. Apesar de demonstrar animação em relação ao assunto, o executivo se recusou a fazer qualquer comentário relacionado ao futuro da empresa nesse segmento.

Cupons de desconto TecMundo: