(Fonte da imagem: Reprodução/Business Wire)

Pela primeira vez na história, o número de smartphones vendidos no planeta deve superar o valor obtido por aparelhos convencionais. Segundo a International Data Corporation (IDC), 918,6 milhões de dispositivos do tipo devem ser vendidos em 2013, um valor que corresponde a 50,1% dos aparelhos que devem ser enviados às lojas de todo o mundo.

Entre os fatores que colaboram para o crescimento desse tipo de gadget está a diminuição de seu preço geral, a grande quantidade de modelos disponíveis e a implementação de redes 4G. A IDC prevê que, até 2017, cerca de 1,5 bilhões de smartphones vão ser fabricados anualmente, abocanhando dois terços do mercado global de telefonia móvel.

O relatório também mostra que há um crescimento na demanda por aparelhos do tipo em mercados emergentes como o Brasil, Índia e China. Entre os principais motivos para isso está o crescimento econômico registrado por esses países, no qual uma nova classe média está disposta a investir em produtos com valores mais altos.

China, Brasil e Índia

“Embora não esperemos que o crescimento da China mantenha o ritmo dos dois últimos anos, há muitas razões para que o mercado continue crescendo”, afirma Melissa Chau, Gerente de Pesquisas Sênior da IDC Asia/Pacific. “Mesmo com a China amadurecendo, ainda há um imenso potencial não explorado em locais como a Índia, onde esperamos que menos da metade dos aparelhos lançados sejam smartphones até 2017 — quantidade que já deve ser suficiente para classificá-lo como o terceiro maior mercado do mundo”, complementa.

Segundo Bruno Freitas, Gerente de Pesquisas de Produtos para o Consumidor da IDC Brazil, o mercado brasileiro deve crescer em ritmo semelhante ao de sua economia. “A maré de smartphones está virando no Brasil conforme provedores de serviços móveis e o governo montam uma base forte que poderá ser explorada pelas montadoras”, afirma ele em um relatório.

Cupons de desconto TecMundo: