Ampliar (Fonte da imagem: Divulgação/Vertu)

Ao que parece, os caríssimos smartphones do selo Vertu também devem entrar na dança do robozinho da Google. De acordo com o blog russo mobile-review, um novo modelo movido a Android deve dar as caras até o final do mês que vem e deve custar algo em torno de US$ 4 mil (aproximadamente R$ 8 mil) — o que pode parecer obsceno perto do valor de outros smartphones, mas uma verdadeira “pechincha” para um Vertu.

Embora ainda não existam imagens ou especificações do aparelho, acredita-se que, ao menos em relação ao acabamento, deve se manter a tradição da marca — com materiais onerosos como couro legítimo, monitor de safira e metais moldados artesanalmente. Também é possível acreditar que haverá suporte do serviço Vertu Concierge, disponível 24 horas por dia.

Por que o Android?

A troca de sistema operacional da Vertu, por si só, não deve ser nenhuma surpresa. Afinal, embora a linha tenha produzido exemplares belos e com preços exorbitantes — alguns deles em ouro 24 quilates e ornamentados com diamantes e também outros metais preciosos —, o gadget jamais foi um exemplo de praticidade ou mesmo de funcionalidade. Que o diga quem utilizou os sistemas operacionais Symbian e Series 40. Mas por que o Andriod?

Embora a parceria entre Microsoft e Nokia pudesse sugerir que o Windows Phone seria a escolha, vale lembrar que o Vertu atualmente pertence à fabricante EQT, a qual ao que parece prefere a onipresença do Android.

De qualquer forma, vale lembrar que nada foi confirmado até o momento. Resta aguardar por algum movimento oficial da Google ou da própria EQT.

Cupons de desconto TecMundo: