Após diversos rumores e uma aparição discreta nos corredores da CES 2013, o Xperia Z foi apresentado oficialmente ao público na última segunda-feira (7). Equipado com o sistema operacional Android 4.1, o novo aparelho da fabricante japonesa possui poder suficiente para fazer frente ao Samsung Galaxy S3 e o iPhone 5 da Apple.

Características técnicas

  • Display de 5 polegadas com resolução 1080p;
  • Android 4.1;
  • Processador Snapdragon quad-core de 1,5 GHz;
  • Conectividade LTE;
  • Compatibilidade com a tecnologia NFC;
  • Sensor Exmor RS de 13 megapixels;
  • Entrada para cartões microSD.

Um fator que diferencia o Xperia Z de outros smartphones disponíveis atualmente no mercado é o fato de que seu corpo foi projetado para ser completamente à prova d’água (em profundidades de até um metro). O dispositivo possui acabamento em vidro tanto em sua parte frontal quanto em sua traseira e acompanha proteções em plástico para todas as suas entradas.

(Fonte da imagem: Divulgação/Sony)

O grande destaque do gadget é novo sensor fotográfico desenvolvido pela companhia, que permite a gravação de vídeos HDR de alta qualidade. Além disso, assim como acontece em alguns aparelhos da HTC, é possível fazer a captura de imagens estáticas sem ter que interromper alguma gravação.

Lançamento em março

No lado do software, a Sony continua a investir em uma interface própria (Timescape), que inclui recursos como o ClearAudio+ e o Battery Stamina, responsável por desligar processos que não são essenciais para economizar energia. Combinado com a bateria de 2.330 mAh usada pela fabricante, isso deve garantir a possibilidade de usar o smartphone durante longos períodos de tempo sem que você tenha que se preocupar em recarregá-lo.

(Fonte da imagem: Divulgação/Sony)

O que decepciona um pouco é data de lançamento do Xperia Z, algo que só deve acontecer em março deste ano — até lá, uma nova versão do Android já deve estar próxima de chegar aos consumidores. Ao que tudo indica, o produto deve ser disponibilizado de forma global, embora alguns mercados devam receber a versão ZL, que elimina aspectos como o acabamento traseiro em vidro e a resistência à água.