(Fonte da imagem: iStock)

A falta de segurança no Brasil se reflete nos resultados de uma pesquisa global conduzida pela F-Secure, que entrevistou usuários de banda larga em 14 países. No caso dos brasileiros, 25% afirmaram que já tiveram o dispositivo móvel roubado ou perdido, índice considerado alto se comparado à média mundial de 11%.

O Brasil só foi superado pela Índia nesse quesito, onde 35% das pessoas disseram já ter tido o celular ou outro dispositivo digital roubado ou perdido. O Japão é o país com o menor índice de perda e furto de aparelhos (2%), seguido por Alemanha (3%) e Finlândia (4%). 

Outro dado apurado no estudo da F-Secure foi a frequência com que as pessoas adquirem um novo telefone celular. No Brasil, que possui atualmente 256 milhões de linhas ativas segundo a Anatel, 32% afirmaram trocar de aparelho uma vez a cada dois anos e 35% uma vez por ano, hábito pouco comum entre os japoneses (4%), alemães (5%) e belgas (7%).

“O grande problema de ter o dispositivo roubado ou perdido é quando não existe o backup do conteúdo nele embarcado, sejam fotos, vídeos, mensagens ou outros documentos. A proteção ideal deve combinar ambos, o antivírus e também o backup. O hardware pode ser substituído, mas o conteúdo não”, afirma Ascold Szymanskyj, vice-presidente de vendas e operações da F-Secure para a América Latina.

Fonte: Assessoria de Imprensa F-Secure

Cupons de desconto TecMundo: