O ministro das Comunicações, Hélio Costa, informou que está em estudo a criação do Bolsa Celular: um programa do Governo Federal para a distribuição gratuita de celulares para famílias carentes. De acordo com o ministro, os beneficiados com o novo projeto seriam os mesmos que já recebem o Bolsa Família.

Segundo Costa, cerca de 11 milhões de aparelhos pré-pagos seriam doados a pessoas de baixa renda, que ainda receberiam recargas mensais de R$ 7,00. O ministro também afirmou que a operadora TIM mostrou-se favorável à criação do Bolsa Celular e que negociações com Vivo e Claro estão em andamento. Também está sendo avaliada a possibilidade de um segundo aparelho para a família, porém com menos vantagens.

O programa teria um custo de R$ 2 bilhões para as empresas de telefonia. Para compensar os gastos, o Governo deixaria de cobrar o Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel) destes aparelhos. Ainda de acordo com o ministro, o presidente Lula apoiou a criação do projeto e aprovou o subsídio.

Costa também comentou que o sistema das operadoras já alcançou um limite e que a criação do Bolsa Celular serviria para expandir o número de clientes. Ele acredita que as pessoas que receberem o benefício passariam a consumir mais do que o R$ 7,00 dados, o que seria interessante para as empresas.

No Brasil existem cerca de 166 milhões de celulares, ou seja, uma média de 86,67 aparelhos para cada 100 habitantes. Se o Bolsa Celular for realmente criado, este número tende a aumentar.

E você, leitor do Baixaki? O que acha do Bolsa Celular? Todo mundo tem direito um aparelho, mesmo que custeado pelo Governo? Deixe sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: