De item de filmes de ficção científica, as telas sensíveis ao toque viraram objeto de desejo para muitos dos 160 milhões de proprietários de celulares no Brasil. É fato que muitos vivem uma relação de amor e ódio com as telas TouchScreen pois, enquanto uns amam, donos frustrados não veem a hora de despachar a tecnologia e sentir novamente as teclas do telefone.

Apesar de ser a cada dia mais popular nos celulares, o TouchScreen ainda é um ilustre desconhecido para muitos usuários, tendo em vista que muitas pessoas ainda não tiveram a oportunidade de usar um telefone assim. Para estas pessoas que ainda não sentiram o gostinho de ter os dedos deslizando pelas telas, confira a seguir os prós e contras do TouchScreen e das teclas físicas.

Tamanho
  

As palavras “celular” e “grande” não combinam certo? Depende. Se você preza pelo tamanho do celular, ou seja, quanto menor melhor, certamente um com TouchScreen não será a sua escolha. Isso porque o tamanho da tela influencia diretamente na quantidade de ferramentas, sendo assim, quanto mais funções o celular tiver maior será a tela sensível.

Empate. Aqui, depende de você.

Tela

Em relação ao tamanho da tela, se você quer navegar pela web, ter mais facilidade e agilidade na navegação pelo celular, o TouchScreen é a pedida. Como os botões físicos não existem, praticamente todo o aparelho é coberto pela tela. Ao usá-lo na horizontal (modo landscape), por exemplo, é possível ver fotos, gravar vídeos ou navegar com muito mais conforto visual.

Quem vence?

Teclado

Este talvez seja o ponto crucial quando se fala em amor e ódio ao TouchScreen. Na hora de usar o teclado é que o usuário do aparelho vai saber se gosta ou não da sensibilidade na tela. O fato é que os aparelhos TouchScreen permitem ter mais opções na hora de digitar mensagens, textos ou números telefônicos, pois quando você precisar de um teclado numérico você o terá, da mesma forma se precisar de um QWERTY. Sendo assim, sejam textos ou números você tem mais opções com o TouchScreen.

Quem vence?

Digitais

Um ponto negativo pesa sobre as telas sensíveis ao toque. Se você pensa em usar seu telefone para cometer um crime, esqueça! A maioria dos telefones Touchscreen retém muita sujeira na tela, principalmente, resíduos dos dedos. Desta forma, quase sempre seu telefone estará coberto de impressões digitais, o que o torna visivelmente menos higiênico que os de teclas físicas.

Quem venceu?

Riscos

O mau uso de objetos sobre a tela também é um fator delicado no TouchScreen, isso porque, é comum ver pessoas usando canetas esferográficas, palitos de dente e até grampos de cabelo para substituir a canetinha que acompanha alguns telefones. Ao usar “gambiarras” é mais fácil riscar a tela do aparelho, contudo às vezes até a caneta que acompanha o celular pode danificar a superfície sensível, essencialmente, em locais muito usados, como o botão “Enter” nos teclados QWERTY, por exemplo.

Quem venceu?

É claro que cada usuário tem suas preferências na hora de usar o celular, sendo assim, identifique suas necessidades – ligações, SMS, músicas, Internet – e vá em busca do aparelho que vai correspondê-las, com um preço justo e com funções na medida para você. Amar ou odiar o TouchScreen é uma questão de gosto, sendo assim, se você nunca utilizou uma tela sensível ao toque, mas tem intenção de tê-la no celular, antes de tudo vá até uma loja e teste alguns aparelhos.

Amor e ódio

Quer saber o que outras pessoas acham do TouchScreen? Confira a enquete a seguir e também deixe sua opinião, seja ela declarando seu amor ou ódio às telas sensíveis.

Vote em nossa enquete

 

Cupons de desconto TecMundo: