Banco Mundial calcula cerca de 6 bilhões de linhas ativas no planeta. (Fonte da imagem: Reprodução/R7)

Pouco tempo depois de a população humana atingir os 7 bilhões de indivíduos, o mundo agora caminha para os 6 bilhões de linhas celulares ativas. O número foi calculado por uma pesquisa encomendada pelo Banco Mundial e revelou um cenário bastante diferente do que existia há 12 anos.

Em 2000, 1 bilhão de pessoas desfrutavam das facilidades da comunicação móvel via rede celular. Na época, 71% desses cidadãos moravam em países considerados desenvolvidos. De lá para cá, o cenário foi invertido, e hoje 77% das linhas ativas pertencem a moradores de países emergentes. Nessa lista, temos os principais atores, conhecidos como Brics (Brasil, Rússia, Índia, China), e a novata no clube, a África do Sul.

Depois do “boom” da telefonia móvel, chegou a vez dos aplicativos desenvolvidos para smartphones e celulares brilharem. Somente no ano passado, 30 bilhões de apps para esses dispositivos foram baixados em todo o mundo.

Outro dado interessante levantado pela pesquisa é a utilidade financeira dos telefones móveis. Em 2001, somente dois países davam suporte aos usuários para realizar transações comerciais ou qualquer outra atividade ligada ao dinheiro através do celular. Dez anos depois, já contávamos 74 nações que utilizavam a rede móvel para transferir dinheiro.

Fonte: Banco Mundial

Cupons de desconto TecMundo: