(Fonte da imagem: Divulgação/RIM)

Segundo o The Sunday Times, a RIM planeja separar os seus negócios em duas divisões: uma para o desenvolvimento de celulares e outra para a prestação de serviços de mensagens, deixando-as abertas para a participação e o investimento de outras empresas – o que significa uma espécie de venda da companhia.

Ao que tudo indica, os planos de segmentação da responsável pela BlackBerry surgiram após a empresa ter entrado em contato com a JP Morgan e a RBC Capital (organizações que prestam serviços financeiros) para traçar suas estratégias de ação para o novo panorama do mercado de eletrônicos. Isso corroboraria com a notícia de que a RIM anda mal das pernas.

De acordo com a Reuters, o jornal The Sunday Times não revelou suas fontes para tal informação, mas o periódico também sugere que o Facebook e a Amazon seriam possíveis compradores da divisão de celulares. Por sua vez, a Apple e a Google estariam interessadas na aquisição da rede de mensagens da empresa canadense.

Fonte: The Sunday TimesReuters

Atualização: a assessoria de imprensa da RIM no Brasil entrou em contato conosco para repassar a nota oficial liberada pela empresa sobre o assunto levantado pelo The Sunday Times. Segue trecho do informativo:

Segundo porta-voz da organização, “a RIM contratou consultores para ajudar a companhia a examinar maneiras de alavancar a plataforma BlackBerry através de parcerias, oportunidades de licenciamento e modelos de negócios alternativos e estratégicos. Como Thorsten afirmou na conferência de lucros do quarto trimestre do ano passado, ‘Acreditamos que a melhor maneira de oferecer valor a nossos acionistas é executar nosso plano para que a companhia se reinvente’”.

Cupons de desconto TecMundo: