Você está pensando em trocar de celular, mas não sabe qual é o melhor aparelho para as suas necessidades? Dia após dia, vemos smartphones incríveis sendo lançados, mas infelizmente o preço deles está acima da realidade de muitos consumidores. Mas na hora de economizar, é preciso estar de olhos abertos para evitar comprar alguns modelos de celulares que não condizem com a maioria dos perfis de utilização.

Isso inclui muitos aparelhos que são vendidos sem a devida homologação da Anatel. Ou seja, que não passaram por testes e provavelmente não se adequam aos padrões de qualidade exigidos pela legislação brasileira. Você já deve ter visto celulares desse tipo, mas saberia dizer o que os torna os piores do mercado? Confira alguns dos principais problemas que um telefone móvel pode apresentar.

Limitação de banda de frequência

Por mais que um celular seja vendido sem bloqueio de operadoras, é preciso analisar exatamente quais são as faixas de frequência que eles alcançam. Aparelhos quadri-band não sofrem com isso, pois podem se adequar a qualquer operadora, mas há outros celulares que conseguem acessar apenas uma ou duas bandas. Nesses casos, podem não funcionar em algumas operadoras.

(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

E isso não é restrito aos aparelhos não homologados, há algumas operadoras de telefonia móvel que ainda vendem celulares dessa forma. Fique muito atento a essa especificação técnica, principalmente se você deseja utilizar mais de um chip ou se planeja trocar de operadora enquanto ainda estiver com o celular.

Telas com precisão ruim

Nem todos os celulares são smartphones, mas mesmo assim podem ter a tela sensível ao toque. Então, que ela seja de boa qualidade. Sabe aqueles aparelhos que precisam de uma caneta especial para serem controlados pelo touchscreen? Eles possuem a tela resistiva, que não é a melhor tecnologia existente atualmente – ela teve sua importância no passado, mas hoje está muito abaixo dos padrões.

MP15 Eyo H808D, tela resistiva tira a magia do aparelho (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Procure sempre optar por celulares que sejam equipados com tela capacitiva. Além de oferecer uma resposta muito mais precisa aos toques, a tecnologia não exige que sejam aplicadas maiores forças para interpretar os comandos. Isso deve ser ainda somado ao fato de a maior parte das telas capacitivas conseguir perceber vários comandos simultâneos – desde que o hardware do aparelho seja capaz disso.

Pouca autonomia de bateria

Já se foi o tempo em que os celulares tinham baterias que duravam quase uma semana. Com cada vez mais funções, o consumo de energia cresceu muito e eles precisam de recargas constantes. Mas isso não quer dizer que nós precisamos ficar felizes com aparelhos que não aguentam ficar mais do que duas horas longe das tomadas.

O mínimo que podemos esperar de um bom celular é que ele permita que fiquemos durante um período considerável sem precisar de recargas na bateria. Isso significa pelo menos seis horas de autonomia com a conexão 3G ligada e um dia em funcionamento sem internet. Dessa forma, o aparelho não deixaria os consumidores na mão justamente nas horas em que são mais necessários.

Sistema operacional proprietário

Esqueça joguinhos consagrados como Angry Birds e Cut the Rope. A menos que seu aparelho seja Android, Windows Phone ou iOS, dificilmente você poderá jogá-los (salvo as raras versões Java disponibilizadas). Sistemas operacionais proprietários não possuem lojas de aplicativos bem estruturadas e, muitas vezes, oferecem apenas softwares muito simplórios.

Atualmente, as principais desenvolvedoras de apps se dedicam a criar opções para sistemas que oferecem um público maior – ampliando as possibilidades de divulgação e ganhos. Sistemas mais simples (geralmente criados em plataformas Java) são restritos a determinados aparelhos e, por isso, dificilmente fazem parte dos planos das empresas de desenvolvimento.

Outro ponto que precisa ser analisado é a tradução dos sistemas. Não são raros os celulares não homologados que apresentam os menus com um português mal traduzido, exibindo palavras com a grafia errada e frases sem muita coerência. Isso sem falar que alguns são mal programados e apresentam lentidão até mesmo nas funções mais básicas.

Assistência técnica? La garantia soy Yo

Comprar um aparelho celular em lojas que não são autorizadas pelas operadoras pode garantir um bom preço, mas raramente oferece algo mais do que isso. Celulares das principais marcas, desde que vendidos com nota fiscal, podem ser cobertos pela garantia da fabricante, mas os aparelhos de marcas desconhecidas não dão essa vantagem.  Não há garantia que cubra isso (Fonte da imagem: iStock)

Se um celular MP10 ou MP11 (por exemplo) apresenta defeitos, os consumidores precisam levá-lo a assistências técnicas sem credenciamento das fabricantes. Quando há conserto, tudo bem, mas geralmente a solução mais simples e barata é trocar de aparelho.

.....

Você conferiu quais são os pontos que precisam ser analisados antes de qualquer aquisição de um novo aparelho. Sempre leve tudo isso em consideração quando for trocar seu celular e lembre-se também de que, em muitos momentos, é mais vantajoso economizar um pouco mais para comprar um smartphone melhor do que escolher apenas pelo preço.

Cupons de desconto TecMundo: