Um jovem estudante universitário de Presidente Prudente, em São Paulo, foi indiciado pela polícia local por tentativa de fraude, estelionato e falsa comunicação de crime. O motivo?

Tudo começou quando ele acidentalmente perdeu o iPhone próximo de onde morava, em dezembro de 2016. Desesperado pelo prejuízo (a reportagem fala que o dispositivo custou R$ 3,8 mil), ele chamou a polícia e fingiu que foi roubado. Segundo a TV Fronteira, o rapaz inventou que foi abordado por dois bandidos armados com facas e que entregou o telefone sob ameaças. Até aí, tudo bem: ele tinha seguro contra roubo e podia acioná-lo para conseguir uma nova unidade.

Só que a história estava estranha demais para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que começou a investigar o caso mais a fundo. Ela descobriu que o rapaz de fato obteve um novo aparelho mostrando o Boletim de Ocorrência, mas que ainda deu "sorte": no dia seguinte ao incidente, ele teria encontrado o antigo aparelho ao caminhar na rua, somente com a tela um pouco danificada. Aí vem a segunda parte da malandragem: ele iria consertar o antigo, vender e embolsar o lucro e o novo smartphone.

Os dois smartphones foram apreendidos pela DIG. O inquérito só foi finalizado agora e ainda não há a definição de qual será a punição aplicada ao estudante.

Cupons de desconto TecMundo: