Quando a gente é jovem, ficar de castigo e, pior ainda, sem celular, é muito ruim. Pois foi o que aconteceu na Espanha, assim como deve acontecer todos os dias no mundo todo: uma mãe tomou o celular de seu filho de 15 anos para que ele pudesse se concentrar mais em seus estudos, que não estavam lá essas coisas.

O juiz responsável pelo caso, no entanto, deu ganho de causa para a mãe, afirmando que ela estava 'em seu direito' e teria tomado 'a providência correta'

Pois o moleque não perdeu tempo e demonstrou sua indignação com o confisco de uma maneira bastante radical: denunciou sua mãe por maus-tratos na corte número 1 de Almería, na Espanha. O juiz responsável pelo caso, Luis Columna, no entanto, deu “ganho de causa” para a mãe, afirmando que ela estava “em seu direito” e teria tomado “a providência correta”.

Adolescentes, pais e seus smartphones: relacionamento delicado

Causa perdida

Para a tristeza do menino mimado, o juiz ainda considerou que “ela não seria uma mãe responsável se permitisse que se filho se distraísse com o celular e não estudasse”, reforçando que a atitude da mãe foi quase “exigida pela lei”. Columna completou: “Entre os deveres a serem assumidos pelos pais, conforme delineado no Código Civil, está o de ser responsável pela educação de seus filhos, o que é exatamente o que a acusada fez neste caso, sem tomar atitudes extremamente desnecessárias”.

O garoto não quis comentar o caso.

Cupons de desconto TecMundo: