Via de regra, é comum termos os nossos carregadores por perto sempre que precisamos. Claro, vez ou outra isso pode falhar e fazer com que peçamos socorro a um amigo ou até mesmo a um estabelecimento no qual estamos no momento, mas qual seria a sua surpresa ao perceber que algo que deveria ser relativamente barato pode sair extremamente caro?

Um grupo de amigos estava almoçando no restaurante Sushi Leblon, na Zona Sul do Rio, até o momento em que uma dos presentes perguntou se poderia usar uma tomada do restaurante para carregar o celular. O garçom ofereceu um carregador portátil, algo que foi elogiado por todos (especialmente pela comodidade de resolver o problema sem sair da mesa). Porém, era aí que morava o problema.

O Procon-RJ informou que não há uma lei que proíba tal cobrança, mas isso deve ser informado ao cliente com antecedência e de maneira clara

Assim que a conta chegou à mesa do grupo, o marido de uma das mulheres decidiu checar os itens para se certificar de que tudo estava correto, e foi aí que reparou uma entrada de R$ 200 referente ao uso do carregador. Segundo o estabelecimento, essa é uma prática comum sempre que o acessório é utilizado, mas tal valor é removido do cupom em seguida, já que se trata apenas de uma caução caso o cliente não devolva o item após usá-lo.

O caso foi resolvido no próprio estabelecimento imediatamente com a devolução do valor, tendo em vista que a divisão já tinha sido feita e algumas pessoas pagaram suas partes. O Procon-RJ informou que não há uma lei que proíba tal cobrança, mas isso deve ser informado ao cliente com antecedência e de maneira clara.

Cupons de desconto TecMundo: